Odebrecht é acusada de pagar propina até para construir estádio do Corinthians. É a nova fase da Lava a Jato

Da F.de São Paulo

A 26ª fase da Lava Jato, denominada de Operação Xepa, investiga propinas pagas em dinheiro pela Odebrecht dentro do Brasil e que envolve várias obras, que vão da Arena Corinthians à Petrobras. Os investigadores disseram ainda que não têm dúvida que o presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, participou ativamente das propinas.

Em entrevista coletiva, não foi dito porém quem recebeu a propina e o valor total envolvido.

Segundo a força-tarefa da Lava Jato, a partir do material apreendido na 23ª fase – Operação Acarajé -, que prendeu o marqueteiro do PT João Santana, foram descobertas planilhas de controle dos pagamentos de propina da Odebrecht. A empreiteira pagou pelo menos US$ 3 milhões em conta secreta do marqueteiro na Suíça.

Durante a entrevista coletiva, os promotores detalharam algumas das planilhas com os codinomes, valores, assim como os locais onde as propinas eram entregues. Foi dito que havia uma “contabilidade paralela”. (leia mais)

Deixe uma resposta