Olha, se Deus castiga, o deputado Pastor Edson Praczyk (PRB), vai ter que rebolar para fugir do Divino

O deputado estadual Pastor Edson Praczyk (PRB) e sua mulher, Rosária Tobias Praczyk, além de uma ex-funcionária de gabinete dele são acusados de formar um esquema de funcionários fantasmas. Eles estão sendo processados pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR). O MP acusa eles de cometer improbidade administrativa e pede que eles devolvam  R$ 20 milhões aos cofres públicos. Os bens deles também serão bloqueados. Em depoimento, a ex-funcionária Micheli Borges da Silva, disse que repassava parte do salário que recebia à mulher do deputado. A investigação mostrou que o casal ficou com parte do dinheiro de 22 contratos do gabinete. Na época foram desviados cerca de R$ 5 milhões.

Deixe uma resposta