Operação Pecúlio, da PF, atinge em cheio esquemão na prefeitura de Foz do Iguaçu

 

Foz do Iguaçu/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 19/04, a “OPERAÇÃO PECÚLIO”, com o objetivo de desarticular um grupo de pessoas voltadas para a prática de crimes contra a Administração Pública do Município de Foz do Iguaçu, especialmente no que concerne a processos licitatórios municipais envolvendo verbas públicas federais, com a finalidade de obtenção de vantagens indevidas. Entre os que foram conduzidos coercitivamente estaria o prefeito da cidade Remi Pereira. Cerca de 250 Policiais Federais, 23 da Receita Federal e 14 da CGU cumprem 4 mandados de prisão preventiva, 10 mandados de prisão temporária, 19 conduções coercitivas e 51 mandados de busca e apreensão em residências dos investigados, órgãos públicos e em empresas supostamente ligadas à organização criminosa.

A OPERAÇÃO PECÚLIO iniciou-se há dois anos, mediante inquéritos policiais instaurados pela Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu. A partir da análise dos elementos coletados no curso das investigações, foi possível constatar a existência de fortes indícios de ingerências de gestores do município, de forma direta e indireta, em empresas contratadas para prestação de serviços e realização de obras junto à Administração Municipal, para as quais foram direcionadas quantias milionárias de recursos públicos federais (PAC e outros), bem como em empresas contratadas para prestar serviços ao Sistema Único de Saúde – SUS.

Os mandados judiciais foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região em Porto Alegre/RS e pela Justiça Federal em Foz do Iguaçu, após pareceres do Ministério Público Federal.

Os investigados responderão pelos crimes de peculato, corrupção passiva e corrupção ativa, prevaricação, crimes à lei de licitações e organização criminosa.

Se condenados os envolvidos podem pegar penas de mais de vinte anos de prisão.

Será realizada entrevista coletiva às 10h do dia 19/04/2016, no auditório da Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR.

4 comentários em “Operação Pecúlio, da PF, atinge em cheio esquemão na prefeitura de Foz do Iguaçu

  • 19/04/2016, 11:01 em 11:01
    Permalink

    O prefeito pilantra recebia dinheiro do governo federal pra fazer obras na cidade e ficava com uma boa parte desse dinheiro. Aí o pilantra devia falar que a presidente Dilma era incompetente e não fazia nada pelo país e por Foz do Iguaçu. Esse prefeito também deveria descer o cacete no PAC. E o grupo do pilantra defende o afastamento da presidente pra colocar em seu lugar um traíra e o honestíssimo evangélico Cunha. Não é à toa que o prefeito preso é aliado do outro honestíssimo: o governador Beto Richa. E é do PR o deputado Osmar Serraglio que está defendendo anistia pro Cunha. Já deu pra perceber quem manda hoje no PR? Estamos ferrados…

    Resposta
  • 19/04/2016, 11:50 em 11:50
    Permalink

    Se não me engano ele é da Receita Estadual também?

    Resposta
  • 20/04/2016, 11:14 em 11:14
    Permalink

    Daqui a pouco os presos estarão soltos e, com o governo Temer/Cunha/tucanos, os processos serão engavetados já que fazem parte do grupo dos donos do Paraná.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: