Operação Publicano é suspensa, de novo

O desembargador Luiz Sérgio Neiva de Lima Vieira, do Tribunal de Justiça do Paraná, concedeu liminar suspendendo, por enquanto, os processos da Operação Publicano. O pedido foi feito pelo advogado Walter Bittar. Nas alegações, a citação dos nomes dos deputados estaduais Ratinho Junior (PSC) e Tiago Amaral (PSB), em depoimentos dos acusados, entre eles do auditor fiscal Luiz Antonio de Souza, que participa da delação premiada negociada com o Ministério Público. Como os dois, por serem deputados, têm foro privilegiado, o desembargador suspendeu liminarmente o andamento dos processos.

Deixe uma resposta