Operação Publicano pode estar com os dias contados

A Operação Publicano pode ter novos capítulos no mês de junho. A ministra do Supremo Tribunal Federal Carmem Lúcia deverá dar seu voto ainda no mês que vem sobre o pedido de Habeas Corpus impetrado pelo advogado Walter Bittar em favor de 18 clientes acusados de envolvimento na Publicano. Ocorre que a votação está em 2 a 1 – os ministros Gilmar Mendes e  Ricardo Lewandowski foram favoráveis à concessão do HC e o ministro Fachin foi contrário. Se a ministra Carmem Lúcia for contrária, haverá um empate. No entanto o ministro Celso de Mello que seria o voto de desempate não tem acompanhado as sessões por estar em licença. Neste caso o HC seria concedido.

Na argumentação, o advogado Walter Bittar pediu a nulidade das provas da Operação Publicano 4. O principal delator, Luiz Antonio de Souza, mudou o próprio depoimento e teria sido feito, conforme a defesa, para acobertar práticas equivocadas do Ministério Público. “Com o novo depoimento, inviabilizou o contraditório no processo da Publicano 4 tornando as provas nulas e afetando a produção das provas

pedindo na nulidade das provas sobre o segundo depoimento do luiz antonio dizend que foi feito para acobertar praticas ilícitas do MP que foram delatadas pelo próprio luiz antonio , mp não pode usar o processo para se autodefender e que a partir daí inviabilizou o contraditório no processo tornando o processo da publicano 4 nulo e afetando a produção de provas. Ou sejam contaminou todo o processo, inclusive das outras operações”, disse Bittar.

4 thoughts on “Operação Publicano pode estar com os dias contados

  • 22/05/2020, 12:49 em 12:49
    Permalink

    É sabido, desde o início, que foi uma operação muito midiática e mal feita por esse MP ridículo de Londrina.
    Não existem provas contra a grande maioria dos réus. Como esse juiz levou adiante os processos? (Ou por que?)

    Resposta
  • 22/05/2020, 14:07 em 14:07
    Permalink

    O Ministério Público está de parabéns, junto com a 3 a Vara Criminal de Londrina – famosa em outros tempos pelos barracos de uma magistrada hoje finada – pela faxina que fez nessa Receita. É sabido que as autoridades não conseguem segurar por muito tempo o pessoal preso, mas a sensação de que pode dar problema já é um avanço. Antes roubavam, ameaçavam a vítima e davam e caiam na gargalhada. Agora tem estadia no Xalindró e TD mais. Só espero que a 3a Vara não nós decepcione pois muitos foram perseguidos por apoiar a Publicano e a Pedifilia. Expedientes da pior espécie. Que continuem assim para não frustrar a opinião pública.

    Resposta
    • 24/05/2020, 16:13 em 16:13
      Permalink

      Frustrar a opinião pública e levar um cacete. Isso sim. É revoltante a cara de pau da justiça.

      Resposta
  • 24/05/2020, 16:12 em 16:12
    Permalink

    Nanuncio e Bittar atuam juntos na Escola da Magistratura faz alguns anos….

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: