Organizadores do evento previsto para domingo podem responder criminalmente por Crime contra a Saúde Púbica

A imensa vontade de aglomerar do pastor Osni Ferreira e de demais organizadores de uma manifestação prevista para este domingo em Londrina, desrespeitando o decreto estadual do governador Ratinho Jr e ignorando solenemente o caos que está a Saúde na cidade, provocou reação do Ministério Público.

O promotor Miguel Sogaiar, que substitui a promotora Suzana de Lacerda na promotoria dos Direitos à Saúde – a promotora está recuperando-se de uma enfermidade – abriu um procedimento administrativo e encaminhou uma solicitação a Polícia Militar e a Guarda Municipal para que o decreto estadual, que proibe aglomerações em local público, seja cumprido.

“Considerando a situação de Londrina, com hospitais lotados, faltando remédio, equipamentos, etc, um evento como esse pode ampliar o contágio das pessoas e agravar ainda mais a situação não apenas para os que participarem mas refletindo em toda a cidade”, disse o promotor ao blog.

Caso os responsáveis realizem o evento podem ser abraçados depois pela Promotoria Criminal. Entre outros pecadilhos a aglomeração em tempos de pandemia e de colapso na saúde pública eles podem responder por Crime Contra a Saúde Pública, artigo 268 do Código Penal.

12 thoughts on “Organizadores do evento previsto para domingo podem responder criminalmente por Crime contra a Saúde Púbica

  • 19/03/2021, 22:44 em 22:44
    Permalink

    Ufa! Pelo jeito apareceu alguma autoridade em Londrina para fazer a lei ser cumprida. É isso aí, Ministério Público. Quanto a esse pastor, não venha ele reclamar mais tarde se a paróquia dele for comparada a um comitê político-partidário. Os defensores da democracia estão de olho nesses pastores fundamentalistas que se associaram ao Belzebu entronizado no Planalto Central do país.

    Resposta
  • 19/03/2021, 22:56 em 22:56
    Permalink

    Minha esposa trabalha numa grande indústria local e me relatou a dificuldade em comprar paletes. Seus fornecedores não estão conseguindo atender a demanda pois as madeiras estão sendo disputadas com fabricantes de caixões.
    Será que é tão difícil pro líder religioso provinciano desistir da idéia estúpida? Que seja pra fingir um pouco de empatia e consternação nessa fase tão difícil.
    Sei que o vil metal fala alto, mas só do pastor fazer de conta que se importa com a saúde do rebanho (no sentido de fiéis e não de gado) poderia estar preservando vidas.

    Resposta
  • 19/03/2021, 22:59 em 22:59
    Permalink

    Essa cambada de terraplanista que está organizando essa aglomeração criminosa deveria ler o que acabou de ser publicado no UOL: “Governo requisita medicamentos de intubação para o SUS e estoque de hospitais privados pode acabar em 48 horas, diz associação”.

    Resposta
  • 20/03/2021, 08:50 em 08:50
    Permalink

    Até hoje este pastor não esclareceu o acidente que vitimou o irmão Jairo Stutz e família, na BR 376.

    Resposta
  • 20/03/2021, 10:02 em 10:02
    Permalink

    Que se cumpra o que determina a justiça.
    É ilegal essa aglomeração negacionista.
    Espero também que, o poder público escale efetivo suficiente para conter os irresponsáveis, porque na aglomeração do domingo passado, os policiais nem reagiram. Eu não vi notícia a respeito da GM e PM tomando providências para dispersar a aglomeração. Salvo engano.

    Resposta
  • 20/03/2021, 11:34 em 11:34
    Permalink

    Vi as reivindicações das viúvas da ditadura militar. Nome do evento: Manifestação pela Nossa Liberdade. Fácil de entender: liberdade só para eles! Mas são ardilosos… Incluíram o item “contra aumento do combustível”. Conversinha só pra motorista de aplicativo aumentar a aglomeração. Na verdade, os organizadores da manifestação podem pagar 10 paus o litro de gasolina fácil fácil. Mas a pauta mesmo é bolsonarista, poderia ser assinada pelo genocida-mor: “Fim dos decretos de lockdowns” e “Tratamento precoce para covid-19”. Aqui o caso é de idiotice mesmo. Quanto ao fim dos decretos de lockdowns, o negócio é manter as igrejas lotadas e o dízimo garantido.

    Resposta
    • 20/03/2021, 17:46 em 17:46
      Permalink

      O Osni não é irmão do Imperador Eleasar da Unifil? Uma bela estória ai.

      Resposta
  • 20/03/2021, 17:12 em 17:12
    Permalink

    Sandro Augusto, o acidente não foi uma fatalidade, foi pura barberagem que vitimou um inocente. Por acaso sabe se O inquérito Policial foi arquivado?

    Resposta
  • 20/03/2021, 17:15 em 17:15
    Permalink

    Aí Pastor, não se esqueça de levar uma melancia pendurada no pescoço, Tal kei? KKKKK

    Resposta
  • 20/03/2021, 21:09 em 21:09
    Permalink

    Não sou da religião do pastor Osni, mas já ouvi palavras dele e considerava um homem sábio e de respeito. Mas depois desses vídeos que vi dele, convocando para uma aglomeração num momento desses de caos na saúde, me decepcionou inteiramente. Um líder religioso deveria pensar em salvar vidas num momento crítico como o que vivemos e não o contrário. Inclusive defendendo o uso de medicamentos sem eficácia comprovada. Pastor Osni, coloque a mão na consciência, pense um pouco nas besteiras que está falando e fazendo, respeite as vidas.

    Resposta
  • 21/03/2021, 08:11 em 08:11
    Permalink

    Podem NAO, tem que ser RESPONSABILIZADOS SIM. Basta o BOZONARO que esta nem aí, desdenhando,, rindo e se divertindo como se nada estivesse acontecendo, e o pior de tudo, incentivando seus vândalos a aglomeram, não usar máscara, e ao que parece , tendo um orgasmo atras do outro quando informado do número de obtos no Brasil.

    Resposta
  • 21/03/2021, 18:49 em 18:49
    Permalink

    Acabei de ver um vídeo do pastor presbiteriano afirmando que a manifestação dos crentes vai ser uma carreata. Gente! Se não sair essa manifestação, o pastor presbiteriano vai ter um infarto e um AVC simultâneos! Ele está desesperado para demonstrar seu agradecimento ao presidente Bolsonaro por ele ter comandado o perdão de R$ 1,4 bilhão em dívidas de igrejas.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: