Outubro aponta avanço no indicador de negociações de dívidas em Londrina

Da Assessoria

O indicador do Sistema de Proteção ao Crédito (SPC) da Associação Comercial e Industrial de Londrina apontou em outubro aumento de 3,7% no número de consumidores que conseguiram quitar ou renegociar suas dívidas e retirar seu nome da condição de inadimplente, na comparação com o mesmo mês de 2018. “O número ainda é discreto, mas mostra que os recursos do FGTS estão, em grande medida, sendo utilizados para quitar dívidas em atraso”, explica o consultor econômico da ACIL, Marcos Rambalducci.

Já o número de consumidores que tiveram seu nome incluído no SPC porque deixaram de pagar alguma conta, aumentou 9% na comparação com outubro do ano passado. “O elevado número de desempregados e/ou subempregados ajuda a explicar tal aumento, visto que este consumidor não tem acesso às parcelas do FGTS para ajudar a quitar suas dívidas”, ressalta.

Para o economista, os resultados ao longo do ano parecem apontar que o pior da crise já está dando lugar a um início de recuperação, visto que a quantidade de consumidores que tiveram seu nome incluído na lista de restrição ao crédito caiu 5% quando considerado o período de janeiro a outubro na comparação com mesmo período de 2018.

Deixe uma resposta