Paçoca Memória: Você aguentaria um “corpo a corpo” todo dia por três meses?

Uma bela e jovem viúva da sociedade londrinense resolve sair candidata a vereadora na chapa do Zé Tavares, pelo PMDB contra Antônio Belinati.
Mesmo assim convidou o Belinati e seu secretário de imprensa (Naym Libos), para um café em sua casa e pedir conselhos sobre a campanha, e foi logo dizendo: “quero ser a mais votada para ser a presidente da Câmara”. Foi explicado a ela que nem sempre o mais votado é presidente. Geralmente a maior bancada e conchavos elegem o presidente.
Quando ela foi informada que precisaria de no mínimo três mil votos pra se eleger pela legenda e que a campanha mais eficiente de vereador é o “corpo a corpo”, ela pensou, pensou,  pensou (era loira) e disse:

Hummmm – três mil “corpo a corpo” em dois meses, será que aguento?

Ao que um dos dois convidados disse: “aguenta sim, candidata, você é forte”.

6 comentários em “Paçoca Memória: Você aguentaria um “corpo a corpo” todo dia por três meses?

  • 01/02/2016, 08:57 em 08:57
    Permalink

    Paçoca, faltou dizer quantos votos ela fez? kkkkkk

    Resposta
  • 01/02/2016, 11:34 em 11:34
    Permalink

    E se elegeu na base do “dando que se recebe”?

    Resposta
  • 01/02/2016, 13:58 em 13:58
    Permalink

    ela não se elegeu mas o assessor de Belinati, foi encontrado em baixo de um pé de cafe pós muita procura……ne Nayn

    Resposta
  • 01/02/2016, 21:14 em 21:14
    Permalink

    Preconceito com ares de folclore político, mas preconceito.

    Resposta
  • 01/02/2016, 22:40 em 22:40
    Permalink

    Não tenho os números oficiais da apuração, mas, não passou dos mil votos.

    Resposta
  • 02/02/2016, 11:47 em 11:47
    Permalink

    kkkkkkk. fora de forma então.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: