Pastor deputado é processado pelo Ministério Público

Do Bem Paraná/Fernando Tupan

O Ministério Público Estadual (MP/PR) entrou com processo contra o deputado estadual Pastor Edson Praczyk (PRB), a mulher dele, Rosária Tobias Praczyk e uma ex-funcionária do gabinete dele na Assembleia Legislativa, que trabalhou com ele entre 2000 e 2004. Os três são acusados de manter um esquema de contratação de funcionários “fantasmas” na Casa.

Na ação, os promotores acusam as três pessoas de cometer improbidade administrativa. O MP pede ainda que eles devolvam R$ 20 milhões aos cofres públicos. Também foi pedido o bloqueio dos bens dos acusados. Este é o segundo processo contra o deputado.

Em depoimento, a ex-funcionária Micheli Borges da Silva confirmou aos promotores que repassava parte do salário que recebia à Rosária Praczyk. Segundo ela, mesmo depois de sair do gabinete, ainda teve que fazer depósitos ilegais, a mando do deputado. (leia mais)

Deixe uma resposta