Pensa numa caixa de uisque recheada. Pois é, ex-gerente da Petrobras recebe propina em caixas de uísque

O engenheiro Glauco Legatti, aposentado da Petrobras, disse em depoimento à Operação Lava Jato, ter recebido propina do operador Shinko Nakandakari, um dos delatores do esquema de corrupção na estatal. Ele era gerente geral da Refinaria do Nordeste (2008 e 2014) e confirmou que Shinko deu a ele caixas de uísque recheadas de dinheiro vivo.

Deixe uma resposta