Perguntinha a Polícia Militar do Paraná

Depois da Operação Fractal  (2013) muita coisa aconteceu: o chefe de gabinete do ex-deputado Waldyr Pugliesi foi preso e acabou demitido, mas confessou pecados do ex-patrão como ficar com o dinheiro dos funcionários de seu gabinete – http://migre.me/wfgXW Elieuton Francis Mayer que em 2011 montou uma SOS Comunidade Paraná e atravessava o Paraná com um esquema de proteção a contrabandistas de cigarro, associado a oficiais da PM do Paraná, entregou muita gente – http://migre.me/wfgZn e http://migre.me/wfgZT

– “A investigação aponta que Mayer seria o líder de uma suposta rede contrabandista de cigarros envolvendo policiais e outros funcionários da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Entre as pessoas presas no Paraná estão o capitão Alexandre Dupas Pereira, que teve amplo trânsito na Casa Militar do ex-governador Roberto Requião; e o major Valmor Caetano Dellê. Outros seis policiais militares e um investigador da Polícia Civil também foram detidos.”

E depois de 4 anos é de se perguntar: a Polícia Rodoviária Estadual e a PM do Paraná auxiliam no combate ao contrabando de cigarros que usam rodovias estaduais para ir aos outros estados consumidores como São Paulo, sudeste e sul?

Veja ontem a PRF em Guaíra, na fronteira – http://migre.me/wfh0A

One thought on “Perguntinha a Polícia Militar do Paraná

  • 16/03/2017, 16:07 em 16:07
    Permalink

    Não deveria perguntar coisas difíceis de responder, doutor.
    Só o que é possível delatar.
    Mas que é estranho nenhum carrinho de pipoca ser preso com cigarro contrabandeado em rodovia estadual no Paraná, é estranho.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: