PF investiga vazamento de depoimento de Youssef

do O Globo

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar as circunstâncias do vazamento de trechos de um depoimento em que o doleiro Alberto Youssef cita a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. Investigadores da Operação Lava-Jato suspeitam que Youssef foi estimulado a fazer declarações sobre Dilma e Lula, numa manobra que teria, como objetivo, influenciar o resultado das eleições presidenciais.

Trechos do depoimento foram divulgados pela revista “Veja”, quinta-feira passada. Dois dia antes, Youssef prestara um depoimento, como vinha fazendo desde o início da delação premiada. No dia seguinte, um de seus advogados pediu para fazer uma retificação no depoimento anterior. No interrogatório, perguntou quem mais, além das pessoas já citadas pelo doleiro, sabia das fraude na Petrobras.

Youssef disse, então, acreditar que, pela dimensão do caso, não teria como Lula e Dilma não saberem. A partir daí, concluiu-se a “retificação” do depoimento. No dia seguinte, trechos do depoimento foram publicados pela revista, com a informação de que o doleiro teria dito que Dilma e Lula sabiam das fraudes na Petrobras.

Youssef segue internado no hospital Santa Cruz, em Curitiba, onde está desde sábado. Segundo boletim médico divulgado ontem, Youssef iniciou tratamento de fisioterapia e reposição de nutrientes, por estar debilitado; seu quadro é estável, mas sem previsão de alta

Read more: http://oglobo.globo.com/brasil/pf-investiga-vazamento-de-depoimento-de-youssef-14393388#ixzz3HYu4UEjv

Um comentário em “PF investiga vazamento de depoimento de Youssef

  • 29/10/2014, 21:04 em 21:04
    Permalink

    Tivesse Aécio sido eleito e teríamos gigantesco estelionato eleitoral. E não é difícil encontrar o epicentro dessa campanha sórdida contra a candidata petista e seu vice peemedebista: Curitiba. Na capital se criavam factoides que reforçariam a campanha de Aécio que passavam a ter ares de verdade no “noticiário” da Globo, Veja, Isto É e assemelhados. Às vezes escapava algum fato negativo ligado a tucano mas essa informação rapidamente desaparecia na mídia. Até a “morte” do doleiro Youssef foi repercutida criminosamente por políticos tucanos paranaenses de alto coturno no domingo. O PT não pode perder a oportunidade de levar ao conhecimento do povo o modus operandi de seus adversários nestas eleições. É uma forma de defender a democracia.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: