Policiais Militares de Londrina podem estar envolvidos na série de assassinatos ocorridos em janeiro

Do Portal Bonde

Uma operação deflagrada na madrugada desta sexta-feira (13), com o objetivo de identificar os responsáveis pela série de assassinatos cometidos em Londrina em janeiro deste ano, mira policiais militares. Na ocasião, 10 pessoas foram mortas após o assassinato de um policial militar.
Foram expedidos sete mandados de prisão temporária, 25 de busca e apreensão e seis de condução coercitiva. Um dos mandados de busca e condução coercitiva foi cumprido na casa do capitão Ricardo Eguédis.
Por volta das 9h05, o capitão Ricardo Eguédis chegou à sede do 5º Batalhão da Polícia Militar (5º BPM). Policiais civis carregam sacolas plásticas, provavelmente com provas a serem analisadas. A imprensa está sendo mantida fora do prédio.
Informações preliminares dão conta de que pelo menos seis policiais militares tenham sido presos temporariamente, entre eles um tenente. Um policial civil também foi preso por porte ilegal de arma. Os nomes deles ainda não foram divulgados oficialmente.
Mais detalhes sobre a operação serão repassados em coletiva marcada para as 14h pelo Secretário Estadual de Segurança Pública (Sesp) Wagner Mesquita.

(Com informações do repórter Vitor Ogawa, da Folha de Londrina).

Deixe uma resposta