Políticos do Paraná no bico do urubu

Do blog do Fernando Tupan

Hermes Parcianello

Hermes Frangão Parcianello

A possibilidade do enquadramento do braço direito do ex-presidente Lula, Gilberto Carvalho, por desvio de função, está deixando prefeitos, vereadores, deputados federais, deputados estaduais e candidatos derrotados nas eleições de 2012 ou 2014 com dores no estomago. Uma simples conferência na prestação de contas da maioria dos políticos da estrela vermelha indica doações substanciais do “Petê” para candidatos vencedores e derrotados. A Polícia Federal já sabe que esses recursos foram obtidos de maneira ilícita e repassados para consolidar o Partido dos Trabalhadores como o maior partido do Brasil, além de enfraquecer a oposição e fortalecer os partidos aliados. Como o tiro deu pela culatra e foi uma vitória apertada no 2º turno da presidente Dilma Rousseff, tudo saiu de controle e o socialismo moreno foi para o ralo.

Até o momento no Paraná. 4 políticos são suspeitos de receberem recursos provenientes da Lava Jato ou de derivativos do esquema: a senadora Gleisi Hoffmann (PT), o deputado federal Nelson Meurer (PP), o deputado federal João Arruda (PMDB) e o deputado federal Hermes Parcianello (PMDB). Todos negam recebimento de doações ilegais e juram inocência. Procuradores do Ministério Público não escondem que outros nomes poderão ser revelados nos próximos meses.

2 comentários em “Políticos do Paraná no bico do urubu

  • 07/01/2016, 20:53 em 20:53
    Permalink

    O texto do Fernando Tupan tem a consistência de matéria produzida com um prato de torresmo mineiro. KKKKKKKK

    Resposta
  • 08/01/2016, 10:54 em 10:54
    Permalink

    “A possibilidade de enquadramento…” transmite a mesma certeza que dizer que “a possibilidade do blogueiro Fernando Tupan aceitar uma linguiça oferecida pelo Paulo Salumuni vai levar tranquilidade à Boca Maldita”.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: