Pouco otimismo para a venda da Sercomtel, mas a luta continua companheiro

A nova tentativa de leilão da telefônica Sercomtel está marcada para o próximo dia 18. Seis empresas acessaram o Data room para conhecer detalhes da licitação e informações sobre a telefônica. Elas têm até o dia 10 para se habilitar no processo.

Não há muito otimismo de que haverá lances. Porém, é preciso tentar.

E é bom que o contribuinte ore bastante, porque se não rolar a venda, a conta cairá no colo de todo londrinense.

4 thoughts on “Pouco otimismo para a venda da Sercomtel, mas a luta continua companheiro

  • 03/08/2020, 11:04 em 11:04
    Permalink

    Você está ficando maluco. Você não, os administradores públicos. A Sercomtel já levantou 25 milhões com a venda de terrenos. O déficit era desta monta, visto que existe um pedido de empréstimo pendente na Câmara de 30 milhões na Fomento Paraná. Não entendo a calculadora dos caras. Sinceramente. Agora vai ser reduzido o empréstimo? Ah, mas tem passivo trabalhista ( patrão adora jogar a culpa no empregado). Não foi pago com a venda do terreno? Então para que Empréstimo? Se tiver mais passivo então tem algo sendo omitido. E pensar que essa nova diretoria assumiu em 2017 mostrando um balanço de que a empresa veio da administração anterior quebrada. Ni ano seguinte, as contas bombavam e foram elogios e mais elogios para a diretoria. Agora por que não demitem então essa diretoria? Afinal, levantaram a empresa mas não conseguiram manter no azul. Em qualquer emprego isso gera demissão. Está faltando o Gaeco mostrar o que realmente está ocorrendo na Servomtel.

    Resposta
  • 03/08/2020, 17:02 em 17:02
    Permalink

    Como ficou a estatização da Iluminação? Em pleno cenário de reformas ‘esfola povo’ a chefia da telefônica vai inovar. Estatizar empresas. É numa influência getulista?

    Resposta
  • 04/08/2020, 10:42 em 10:42
    Permalink

    Estratégia de negociação: compra na baixa e vende na alta. Os compradores estão só esperando o momento certo. Se os terrenos e prédios que ela ainda tem valem 130 milhões (não os que foram recentemente vendidos, me refiro ao do Centro e da Cervejaria, sem falar nos das Estações-Torres…), o demais (Centrais e Faturamento) não vale nada? Estranho… Cade o GAECO e o MPE/MPF ou o Xerife Ricochete? Lembrem-se que a Empresa não foi avaliada, os 130 é um valor sugerido pela ANATEL para que a caducidade fosse “aliviada”, ou seja aporte NÃO É avaliação de quanto a Empresa vale realmente. Estão jogando o patrimônio construído pelo Londrinense no lixo ou no colo de empresários que são de outros países. Se está dando prejuízo troca o presidente, as diretorias (que não são do ramo) e gerentes (que são sempre os mesmos) e vamos ver a diferença!

    Resposta
    • 04/08/2020, 12:09 em 12:09
      Permalink

      Sem contar os que nem o segundo grau possuem.

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: