Presidente da comissão eleitoral da eleição do sindicato dos trabalhadores da Sanepar recebe ameaças e eleição é suspensa

Olha a confusão. Na sexta-feira deveriam ocorrer as eleições do SINDAEL (Sindicato dos trabalhadores da Sanepar de Londrina e Região) para definir os integrantes da Diretoria, Conselho Fiscal e Representantes Sindicais, mas o pleito foi suspenso pelo presidente interino da entidade, Marco Antonio de Paula Santana, devido à renúncia de dois dos três membros da Comissão Eleitoral.

Estão inscritas duas chapas neste processo: a Chapa 1 – “NOVO SINDAEL” tem à frente o atual presidente do SINDAEL, Marco Antonio de Paula Santana, e a Chapa 2 “SOMOS 100% SINDAEL” tem como candidato a presidente o trabalhador aposentado Benedito Adilson Cordeiro.

Segundo Marco, por volta das 22h00 de ontem (19), o presidente da Comissão, Sandro Adão Ruhnke, enviou áudio a ele comunicado sua desistência do cargo, motivada pelo recebimento de ameaças. Mais tarde, às 23h00, o presidente do SINDAEL afirma que recebeu uma mensagem de renúncia de outro membro da Comissão Eleitoral, Marcio Pereira Machado, que justificou sua saída pela falta de condições psicológicas e de clima para continuar.

Diante disso, o Marco Antonio de Paula Santana entendeu que não teria condições de realizar as eleições por falta de segurança e pela ausência da própria Comissão Eleitoral, que ficou com apenas um membro, João Antonio da Silva Neto, representando a Chapa 2,  não tendo dessa forma como cumprir com as atribuições estabelecidas no Estatuto do Sindicato.

Com o objetivo de regularizar o processo eleitoral, o presidente interino do SINDAEL ingressou na Justiça do Trabalho requerendo a suspensão das eleições para que seja encontrada uma forma de formar uma nova Comissão Eleitoral e realizar o pleito em nova data.

Apesar da suspensão, o pessoal da Chapa 2 resolveu coletar votos nas unidades de trabalho da Sanepar na base territorial do SINDAEL utilizando cédulas de votação e listagens dos eleitores que não foram confeccionadas pelo Sindicato, realizando uma eleição paralela à que oficial que foi suspensa.

Esses fatos foram relatados pelo presidente do Sindicato em BO (Boletim de Ocorrência) feito junto à Delegacia de Polícia Civil neste dia 20/12.

One thought on “Presidente da comissão eleitoral da eleição do sindicato dos trabalhadores da Sanepar recebe ameaças e eleição é suspensa

  • 24/12/2019, 11:16 em 11:16
    Permalink

    Seria mais um caso de mutreta sindical para transformar cargo interino em perene até o máximo que puder?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: