Prisão de Roberto Jefferson não está atrapalhando projetos do PTB do Paraná, diz Marisa Lobo

Marisa Logo, presidente estadual do PTB, explica a agenda do partido no Paraná para apoiadores de Londrina

A presidente do PTB do Paraná, Maris Lobo passou pelo norte do Estado. Está visitando várias cidades para conversar com os filiados locais e explicar as novas diretrizes do partido e a agenda para os próximos meses.

Segundo a presidente estadual Marisa Lobo, visitar as cidades e conversar com os filiados é meio novidade no partido. “O comando anterior não fazia isso”, disse ela ao blog.

Em Londrina a reunião aconteceu no Restaurante Casarão e contou com a presença de lideranças locais e de vereadores.

Marisa Lobo disse que o partido está caminhando bem para as eleições de 2022 e que já há 44 pessoas para a a disputa das vagas na Assembleia Legislativa e 37 para a Câmara Federal.

Como este blogueiro gosta de perguntar, questionei como estava sendo a adesão ao partido sabendo-se que o presidente nacional, Roberto Jefferson está preso por ameaças ao Supremo Tribunal Federal; já cumpriu pena pelo mensalão do PT e ainda responde por formação de quadrilha numa ação de 2018 na Polícia Federal.

Conforme a presidente estadual do partido nunca o PTB esteve tão forte. “Está claro no nosso novo estatuto a definição de partido conservador, que apoia a liberação de armas”.  Sobre o fato de o PTB ter apoiado todos os presidentes desde a era Collor de Mello, passando pelo por Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma, disse que foram erros do passado e que não acredita que se repetirão. Garantiu que se algum partido de esquerda ganhar a eleição para presidente, o PTB será oposição.

No dia 16 de outubro haverá uma reunião em Curitiba para a posse dos comandos provisórios regionais. E no dia 4 de outubro será a convenção estadual do partido a ser realizada em Maringá.

Deixe uma resposta