Procon lacra postos por suspeita de alinhamento de preços

Em Londrina a livre concorrência entre os postos de combustíveis há décadas é apenas uma ficção. A não ser que seja ilusão de ótica, a maioria dos postos alinha os preços com pequeníssimas diferenças nos valores, mas sempre bem acima dos praticados em cidades vizinhas.

Pois bem, durante dois dias quatro postos de combustíveis irão responder a um inquérito do instaurado pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon). Estes postos não apresentaram justificativas sobre o rápido aumento de preços nos combustíveis praticado no mês de março, quando o etanol era comercializado a R$ 2,99. O inquérito apura o alinhamento de preços em pelo menos 28 postos de combustíveis. Caso os postos não apresentem justificativas nas próximas horas, então eles poderão ser lacrados e ter interdições prorrogadas.

Deixe uma resposta