Questão de caráter

Do Carlos Brieckman
A jornalista Cora Rónai, viúva de Millôr Fernandes, conta uma história exemplar, um ótimo exemplo para situações como as de hoje. Certa vez, ela e Millôr passaram o fim de semana em Salvador, num ótimo hotel. Na saída, o hotel informou a Millôr que ele não precisaria pagar nada, porque a Odebrecht tinha acertado tudo, em cortesia. Millôr, rápido, recusou com a mesma cortesia: “Sinto muito, não posso aceitar. Nós viemos pela Mendes Jr”.

Um comentário em “Questão de caráter

  • 23/06/2015, 19:38 em 19:38
    Permalink

    Se quiserem me alegrar fico até na Pensão da Julia em S. J. da Serra.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: