Rebelo sai do PCdoB e pode ir para o PSB. Mas seria legal ele conhecer os “socialistas” do Paraná

A esquerda do Brasil amanhece estarrecida. Aldo Rebelo, ex-presidente da Câmara e ex-ministro da Defesa, Ciência e Tecnologia e Esportes, anunciou sua desfiliação do PCdoB, partido no qual militava há 39 anos. Entre os argumentos da saída Rebelo, que foi cogitado para ser candidato à presidência pelo partido em 2018, mas tirou o dele da reta, está a discordância com a agenda atual do Partido Comunista do Brasil.

Há quem diga que ele irá para o PSB, partido fundado pelo ex-governador falecido em 2005 Miguel Arraes, e que, ao seu ver, teria mais afinidade com suas ideias.

Bom, antes de tomar essa decisão tão importante seria interessante Rebelo dar uma passada pelo Paraná e conhecer um pouco o perfil dos filiados ao PSB no Estado.

Sei lá, vai que ele não curte o “socialismo” que o partido desenvolve no Paraná.

 

 

Deixe uma resposta