Rede Madero foi chantageada pela quadrilha

Tribuna do Paraná

Investigações da Polícia Federal mostram que a rede de restaurantes Madero foi pressionada a entrar no esquema fraudulento de pagamento de propinas instalados na Superintendência Agropecuária do Paraná e revelado pela Operação Carne Fraca. Em depoimento à Polícia Federal, representantes do Madero relataram episódios de extorsão e dificuldades para liberação de licenças sanitárias para funcionamento. Fiscais federais agropecuários chegaram a levar picanha, hamburgueres e filé mignon da fábrica da empresa.

A versão dos funcionários foi confirmada nas investigações da Polícia Federal. Segundo o delegado federal Maurício Moscardi Grillo, que lidera as investigações, a empresa sofreu uma “situação de extorsão clássica, clara, evidente”.

 “Dois fiscais exigiam propina para poder não embaraçar o funcionamento da empresa mesmo não havendo, pelo menos em tese, um motivo para isso. Então, criaram circunstâncias, começaram pedindo alimentos, picanha – por mais vergonhoso que seja – a ponto de ficar muito caro para a própria empresa ceder a picanha. Você imagina a quantidade que acontecia”, disse o delegado durante coletiva na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

2 thoughts on “Rede Madero foi chantageada pela quadrilha

  • 17/03/2017, 18:14 em 18:14
    Permalink

    Picanha.
    Fiscais concursados.
    Cadeia neles.
    Demissão.
    Fim da aposentadoria.
    Pau neles.

    Resposta
  • 17/03/2017, 18:44 em 18:44
    Permalink

    podem fechar o que resta do pais…..terra de vagabundos e ladrões, devemos declarar em não pagar mais nada em qualquer esfera, federal, estadual, municipal, pais cercado de ladrões.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: