Requião no PSB, mas há um porém

Sem muito espaço no MDB, o ex-senador Roberto Requião de Mello e Silva recebeu um convite e pode ir para o PSB.

Mas há alguns “poréns” que podem atrapalhar a migração. Um dos fatores de nunca o PSB do falecido Eduardo Campos e Miguel Arraes ter se associado ou apoiado Requião na vida foi por que ele pediu o indiciamento do ex-secretário da Fazenda e neto de Arraes por conta dos títulos da dívida de Pernambuco. Igual Lerner comprou de Santa Catarina e Alagoas e São Bernardo do Campo pelo Banestado.

Requião pediu a prisão do falecido Eduardo Campos na CPI dos Títulos Podres no Senado.

E a família nunca permitiu que o dono do PSB local o pernambucano Severino Araújo, dono de um cartório em Uraí, apoiasse a candidatura se Requião no Paraná.
A postura do PSB mudou?

 

Deixe uma resposta