Sandoz, Ache, pólo de indústrias de medicamentos?

Dias atrás, conversando com o ex-prefeito de Cambé, José do Carmo Garcia (PTB), ele contava que quando conseguiu levar a Sandoz/Novartis para se instalar na cidade, um dos pontos que pesou foi o curso de farmácia e bioquímica da Universidade Estadual de Londrina. Os empresários queriam mão de obra qualificada, e a UEL seria uma grande parceira.

“Naquela época eu já defendia que nossa cidade poderia ser um pólo de indústrias de medicamentos, gerando bons empregos e receita para o município. Agora vejo que a Aché, uma das gigantes do setor de medicamentos, comprou a Nortis, de Londrina, e vai ampliar os negócios por aqui. Acertamos na mosca”, comemora Zé do Carmo.

Deixe uma resposta