Sarta um aditivo aí

Em março o blog destacou a contratação da empresa do Oeste paranaense pela COHAB LD, mas já houve aditivos (https://bit.ly/2uD3rTv), como publicado em 22 de março e agora mais este:

EXTRATO DO PRIMEIRO ADITIVO AO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 15/2017

Modalidade: Chamamento nº 02/2017
Objeto do Primeiro Aditivo Contratual: É objeto do presente Aditivo a prorrogação do prazo de execução do Contrato Administrativo nº 15/2017, ora aditivado, em 180 (cento e oitenta) dias, com início no dia 29 de maio de 2018 e término no dia 24 de novembro de 2018.
Contratante: Companhia de Habitação de Londrina- COHAB-LD, neste ato, representada por seus Diretores Presidente e Administrativo/Financeiro, respectivamente, Luiz Cândido de Oliveira e Antonio Lucimar Ferreira Luiz. Contratada VILLAGE CONSTRUÇÕES LTDA, neste ato representada por sua Sócia Administradora MARIANA BASSO BOARETTO.
Do Fundamento: O presente Aditivo fundamenta-se nas justificativas apresentadas pela Comissão de Fiscalização do Contrato, datada de 21 de maio de 2018, correspondência enviada pela CONTRATADA, datada de 14 de maio de 2018, Parecer Jurídico nº 120/2018 datado de 24 de maio de 2018, considerações do Diretor Administrativo Financeiro e autorização do Diretor Presidente, ambos em 28 de maio de 2018, que ficam fazendo parte integrante deste aditamento, como se nele estivessem transcritos, baseando-se nos termos do artigo 57, § 1º, II, da Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações e, ainda, previsão constante da Cláusula Quarta do Contrato ora Aditivado.
Da convalidação: Pelo presente instrumento, as partes convalidam o período de 29 de maio de 2018 até a presente data, estabelecendo como regras as pactuadas no contrato originalmente firmado.
Da Ratificação: Permanecem inalteradas as demais Cláusulas e Condições avençadas no Contrato original firmado em 30 de novembro de 2017.
Data de assinatura: 12 de junho de 2018.

Um comentário em “Sarta um aditivo aí

  • 20/07/2018, 21:56 em 21:56
    Permalink

    Aditivos contratuais é simplesnente desvio de dinheiro público, corrupção das bravas, crime do colarinho branco. Pior que nenhuma autoridade enxerga a MARACUTAIA POR TRÁS DISSO. E olha que nao falta Órgãos fiscalizadores

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: