Schneider, ex-Sercomtel, na Postalis: Conselho deliberativo vai barrar mudanças na diretoria do Postalis

Antonio Temoteo/Correio Braziliense

O conselho deliberativo do Postalis vai barrar as mudanças que o presidente dos Correios, Guilherme Campos, quer fazer no comando da entidade fechada de previdência complementar. Campos quer que o atual presidente do fundo de pensão, Paulo Eduardo Cabral Furtado, seja substituído por André Motta, ex-diretor de investimentos da entidade fechada de previdência complementar.

Além disso, o presidente da estatal pretende trocar o atual diretor de investimentos, Humberto José Teófilo Magalhães, por Christian Perillier Schneider, ex-presidente da Sercomtel. Essas mudanças precisam ser aprovadas pelo conselho deliberativo do Postalis, que é presidido pelo petista Areovaldo Alves de Figueiredo, diretor regional dos Correios no Paraná. Ele e outros membros são contra as mudanças. Dos seis integrantes do colegiado, pelo menos quatro deles são ligados ao PT ou a entidades filiadas a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Deixe uma resposta