“Seminarista” Gilberto Carvalho levou R$ 200 mil para campanha da irmã

Alexandrino Alencar, ex-diretor da Odebrecht, revelou em sua delação premiada que o petista Gilberto Carvalho – chefe de gabinete de Lula e ministro da Secretaria Geral da Presidência no governo Dilma – pediu “vantagem” à empresa. Feito o pedido, a Odebrecht deu 200 000 reais para a campanha da irmã de Gilberto, a ex-ministra do Desenvolvimento Social Márcia Lopes. Segundo o executivo, o dinheiro foi gasto na eleição para a Prefeitura de Londrina, no Paraná, em 2012. As informações são de Felipe Frazão na Veja.
Márcia Lopes declarou doações oficiais de 2,9 milhões de reais na campanha eleitoral. O nome da Odebrecht não aparece entre os doadores oficiais da campanha. Alexandrino diz que, pelo que lembra, essa foi a única vez que Gilberto Carvalho pediu “vantagem” para a Odebrecht. O ex-executivo diz que Gilberto sempre foi uma pessoa “muito disponível” e que ajudava a agendar encontros com Lula enquanto na Presidência da República e depois que Lula deixou o cargo, sempre para defender os interesses da Odebrecht.

Alexandrino diz que tinha encontros regulares com Gilberto Carvalho no Palácio do Planalto e que se comunicava com ele por e-mail. “Eu pegava o avião e ia pra Brasília, quando tinha alguma demanda específica”, disse Alexandrino Alencar. O nome de Márcia Lopes apareceu em uma planilha de pagamentos para políticos da Camargo Corrêa, mas ela sempre negou que tivesse recebido dinheiro da empresa. Segundo Alexandrino, Gilberto era conhecido na Odebrecht como “seminarista”.

7 thoughts on ““Seminarista” Gilberto Carvalho levou R$ 200 mil para campanha da irmã

  • 13/04/2017, 15:37 em 15:37
    Permalink

    E a Itaipava, braço cervejeiro de corrupção da Odebrecht, mandou mais uma grana para a dona Marcia Lopes, a irmã do Seminarista Gilberto Carvalho:

    http://epoca.globo.com/politica/expresso/noticia/2017/04/itaipava-providenciou-r-120-milhoes-para-odebrecht-fazer-doacoes-politicos.html

    http://www.sulconnection.com.br/noticias/1012/irm-de-gilberto-carvalho-recebeu-doao-da-itaipava-para-campanha-em-londrina
    Gilberto Carvalho, atualmente na presidência do Sesi e homem forte de Lula, praticamente o número 2 no PT desde que José Dirceu caiu em desgraça, fez o pedido e o empresário Walter Faria, dono da Itaipava, doou R$ 150 mil para Marcia Lopes, sua irmã e candidata a prefeita de Londrina em 2012.

    Resposta
  • 13/04/2017, 15:55 em 15:55
    Permalink

    E o “Seminarista” não pediu nada pra si próprio? O “Seminarista” não tinha uma continha bancária em Lichtenstein para a Odebrecht abastecer com uns dólares já que ele era tão atencioso? Até o “Santo” de São Paulo levou uma bolada milionária da Odebrecht e nada para o “Seminarista”?!? Cara, qualquer malandro vai dizer que esse Gilberto de Carvalho é um otário que não sabe ganhar dinheiro. Um detalhe: parece que a Odebrecht oferecia umas migalhas para o PT paranaense enquanto o filé mignon era reservado para a turma do Beto Richa, que também aparece na lista da Odebrecht… que vai dar em nada. Cana só para os petistas…

    Resposta
  • 13/04/2017, 23:06 em 23:06
    Permalink

    Ahahahahah até que enfim.

    Resposta
  • 14/04/2017, 08:47 em 08:47
    Permalink

    Esse é mais um de Londrina a sujar o nome da cidade!

    Resposta
  • 14/04/2017, 12:19 em 12:19
    Permalink

    Esse post foi copiado do FB e é de uma sordidez filha da puta,comparar 200 mil reais que foi para campanha politica com 20% de toda roubalheira dos auditores,roubando o próprio estado é para ficar pensando o seguinte,nossa imprensa é como biscate de zona,abre as pernas só por dinheiro.

    Resposta
  • 15/04/2017, 09:27 em 09:27
    Permalink

    Gostaria de ver algum comentário feito após a publicação pelos Padres Jorge Pereira de Melo, Dirceu e peli Frei Frigo e pela ex vereadora Lenir.

    Resposta
    • 18/04/2017, 08:34 em 08:34
      Permalink

      Não tem palavra oficial da Igreja Católica em casos de pedofilia, taradice e sacanagem como corrupção.
      Só em extorsão como no caso de um exvereador de Londrina e paroquiano da Catedral.
      A Igreja age secretamente como ‘rapariga de Pastor’, no dizer dos nordestinos.

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: