Sempre na Secretaria da Fazenda

Do blog do Zé Beto – Do enviado especial:

A Secretaria da Fazenda, sob o comando de Mauro Ricardo Costa, enviou à Assembleia Legislativa um projeto de lei para usar os famosos precatórios em pagamento de dívida ativa inscrita até dezembro de 2015 dos contribuintes paranaenses. Alguns detalhes chamam a atenção pois beneficiam os que estavam no Refis estadual e saíram. Exemplo: o Mercado Móveis, de Ponta Grossa, cujo sócio é o deputado estadual Marcio Pauliki  (PDT), além de algumas empresas de água mineral e refrigerantes. Há também a refinaria de Manguinhos (RJ) e distribuidoras de combustível que vieram aportar nos pinheirais no governo de Roberto Requião e deram os canos por aqui, mas estão com seus lobistas atuando na Assembleia Legislativa do Paraná: “O Projeto de Lei prevê o uso de 75% dos depósitos judiciais e administrativos, tributários ou não tributários, nos quais o Estado é parte, e de10% nas demais ações. O valor levantado será usado na quitação de precatórios segundo a ordem cronológica estabelecida ou ainda por meio de acordos diretos com os credores.”

Deixe uma resposta