Sete deputados votaram contra o Fundeb. Dois deles do Paraná. Advinha quem…

Nos próximos seis anos, a parcela da União deverá passar dos atuais 10% para 23% do total do Fundeb, por meio de acréscimos anuais. Assim, em 2021 começará com 12%; passando para 15% em 2022; 17% em 2023; 19% em 2024; 21% em 2025; e 23% em 2026. 17 milhões de novos alunos devem ser beneficiados pelo Fundo.

Mesmo assim, estes deputados pensam diferente: Paulo Martins (PSC-PR), Bia Kicis (PSL-DF), Chris Tonietto (PSL-RJ), Filipe Barros (PSL-PR), Junio Amaral (PSL-MG), Luiz P. O.Bragança (PSL-SP) e Márcio Labre (PSL-RJ).

Fonte: Agência Câmara de Notícias

4 thoughts on “Sete deputados votaram contra o Fundeb. Dois deles do Paraná. Advinha quem…

  • 22/07/2020, 10:59 em 10:59
    Permalink

    Sempre importante divulgar o nome do político que VOTA CONTRA a população. VOTAR CONTRA O FUNDEB, é votar contra parcelas significativas da sociedade, cuja maioria estuda em escola pública. Trabalhei numa escola pública, e cotidianamente atendia pessoas em busca de uma vaga, por conta do custo da mensalidade na escola privada. Não cabia mais no orçamento familiar. Viva a escola pública, viva a universidade pública. Viva o professor da escola pública. As melhores.

    Resposta
  • 22/07/2020, 11:54 em 11:54
    Permalink

    Com certeza esses deputados, em lugar de educação pública e de qualidade, preferem oferecer ao povo as fake news produzidas em blogs bolsonaristas mantidos com dinheiro dos contribuintes.

    Resposta
  • 23/07/2020, 13:12 em 13:12
    Permalink

    Advinha quem?… Assim não!… O correto é adivinha! Por isso que o Fundeb precisa de mais dinheiro, de muito dinheiro.

    Resposta
  • 24/07/2020, 16:24 em 16:24
    Permalink

    Repeteco. Jair e seus traíras.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: