Sob ataque

Por Leandro Mazinni/O Sul

Uma instabilidade no sistema online da Justiça Eleitoral está revirando a cabeça dos togados e dos técnicos em informática. Especulam ataques de hackers. Uma força tarefa de profissionais das altas Cortes e do CNJ tenta resolver a situação grave.

Tentativas
Não é de hoje que os ministros do Tribunal Superior Eleitoral dão de ombros para pedidos de implementação do voto impresso na urna eletrônica. Em 2018, o relator-Geral do Orçamento da União, deputado Cacá Leão, alocou R$ 250 milhões para concretização do sistema. No entanto, somente R$ 1,2 milhão foi executado.

Três em um
Em 2018, foram presidentes do TSE os ministros Gilmar Mendes, Luiz Fux e Rosa Weber. Ninguém quis tocar no assunto.

Cadê vocês?
Aliás, o debate corre solto e forte na Comissão Especial do Voto Auditável na Câmara dos Deputados, e o MDB – maior partido municipalista do Brasil – não indicou os dois membros titulares aos quais tem direito no plenário.

 

One thought on “Sob ataque

  • 10/06/2021, 19:37 em 19:37
    Permalink

    Quem poderia atacar o sistema online da Justiça Eleitoral? Quem tem medo de eleições… obviamente.

    Resposta

Deixe uma resposta para Satanás Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: