Tá doente na hora do jogo? Em Londrina o cara vai ter que esperar o Brasil jogar

E aí a prefeitura de Londrina decidiu que ninguém pode ficar doente ou sentir dores durante os jogos do Brasil na Copa.

Quem já teve crise com pedras nos rins sabe muito bem que não dá para esperar o Neymar fazer um gol para ser atendido. Mas a prefeitura de Londrina, comandada por um médico, decidiu que o paciente vai ter que esperar.
Muitos servidores da Saúde também estão indignados.
Dizem que quarta-feira e sexta-feira são dias de coletas de exames de sangue e estes terão que ser remarcados, assim como consultas eletivas com clínicos e pediatras.
“Ninguém pediu nossa opinião, e ainda teremos que pagar a complementação da carga horária”, diz uma servidora.

4 comentários em “Tá doente na hora do jogo? Em Londrina o cara vai ter que esperar o Brasil jogar

  • 21/06/2018, 11:12 em 11:12
    Permalink

    BELINATI, é médico, sabe o caminho das pedras, realmente Belinati sabe o caminho das pedras (LONDRINA virou uma pedreira, buraqueira, saúde jogada lata lixo, educação largada), da desumanidade, da morosidade, da ineficiência total como administrador público, da demagogia.

    Belinati destrói LONDRINA dia a dia, mas todos foram avisados da incapacidade total de Belinati, de gerir alguma coisa na vida dele, aliás Belinati nunca foi um empreendedor, nunca administrou nada na vida dele, nunca gerou um único emprego na vida dele.

    Mas povo cego elegeu BELINATI, agora temos que aguentar mais dois anos e meio, os anos mais longos da vida do londrinense.

    “”” ABAIXO IPTU, FORA BELINATI”” ABAIXO TAXA LIXO, ABAIXO BELINATI, FORA BELINATI, FORA BELINATI, FORA BELINATI.
    CLAUDIO LUZA.

    Resposta
    • 21/06/2018, 14:23 em 14:23
      Permalink

      Compartilho totalmente de sua opinião. E o povo foi avisado!!!

      Resposta
  • 21/06/2018, 11:20 em 11:20
    Permalink

    Calma, o secretário não é médico mas o prefeito e entende né. Caso contrário chame um advogado.

    Resposta
  • 21/06/2018, 22:17 em 22:17
    Permalink

    Não seria um ato de improbidade a atitude do Prefeito em mandar fechar alguns atendimentos na área de saúde.
    Não caberia uma Ação Civil Pública numa situação desta .
    Com a palavra nossa aguerrida OAB , ou para um caso deste é mais interesse meter a cabeça em uma lata e fazer de conta que esta tudo certo.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: