Tá na hora de “reinventar” o busão. Vem licitação por aí

Em tempos de UBER e outros aplicativos que facilitam o transporte do dia a dia, a prefeitura começa a pensar na licitação do transporte coletivo. Uma coisa é certa. O busão precisa se reinventar. Quem tem um aplicativo e alguns reais a mais na carteira, já não fica no ponto aguardando a hora do busão chegar. Uma das coisas que mais irritam o usuário do busão é que, fora os horários de pico, a “condução” chega a demorar meia hora, 40 minutos – aos domingos em alguns locais, uma hora.

Pois bem. Sem contar com nenhum usuário ou entidade popular, e nenhuma entidade sindical, o prefeito Belinati nomeou uma comissão técnica para analisar o transporte coletivo de Londrina, cujos dois contratos (Londrisul – antiga Francovig e Grande Londrina – antiga VUL dos irmãos Lopes, vencem em janeiro de 2019 (https://bit.ly/2jEApgq).

DECRETO Nº 701 DE 04 DE MAIO DE 2018

SÚMULA: Institui Comissão Municipal para análise do procedimento de contratualização do serviço de transporte coletivo de passageiros e dá outras providências.
O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE LONDRINA, ESTADO DO PARANÁ, no exercício de suas atribuições legais,

Art. 1° Fica instituída a Comissão Municipal para análise técnica, econômica, financeira e administrativa da contratualização do serviço de transporte coletivo de passageiros no Município, a ser realizado a partir do término do contrato atualmente em vigência.
Art. 2º A Comissão de que trata o artigo 1°, será composta por um representante de cada um dos seguintes órgãos:
I. Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina – CMTU-LD;
II. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina – IPPUL;
III. Secretaria Municipal de Gestão Pública;
IV. Secretaria Municipal de Fazenda;
V. Procuradoria Geral do Município; VI. Controladoria-Geral do Município;
VII. Núcleo Interdisciplinar de Gestão Pública – NIGEP da Universidade Estadual de Londrina;
VIII. Observatório de Gestão Pública de Londrina.
§ 1°. Os órgãos que comporão a Comissão serão representados pelos respectivos titulares, ou, em caso de impossibilidade, devidamente justificada, por quem, por eles indicado.
§ 2°. A coordenação da Comissão será exercida pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina – CMTU-LD.
 Art. 3º À Comissão compete:
 I. Analisar e propor discussões sobre o atual sistema de transporte coletivo de passageiros, em contraponto à possível alteração, inclusive no tocante ao prazo da outorga;
II. Analisar a planilha de custo do sistema atualmente utilizada; 
III. Propor ações, estratégias, instrumentos e/ou programas, com vistas à otimização do sistema e do próprio serviço de transporte coletivo no Município;
IV. Oferecer necessário respaldo técnico à decisão do Administrador, de forma a garantir efetivo atendimento ao interesse público, quando da contratação. 
Art. 4º A Comissão reunir-se-á, a qualquer tempo, quantas vezes for necessário, mediante convocação de seu Coordenador.
 Art. 5º Para o pleno cumprimento dos objetivos propostos, poderão ser firmados termos de colaboração, fomento ou cooperação, e parcerias com entidades governamentais e da sociedade civil, institutos de pesquisas e universidades.
Art. 6º A Comissão poderá, a qualquer tempo, convidar representantes de outros órgãos públicos, da sociedade civil e do setor privado para colaborar com as suas atividades.
 Art. 7º A Comissão deverá, no prazo de até 90 (noventa) dias, contados da data de publicação deste Decreto, apresentar ao Prefeito Municipal, sua análise e conclusão. 
 Art. 8° Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Londrina, 04 de maio de 2018.
Marcelo Belinati Martins – Prefeito do Município, Moyses Silva Junior – Secretário de Governo (em exercício)

4 comentários em “Tá na hora de “reinventar” o busão. Vem licitação por aí

  • 15/05/2018, 16:48 em 16:48
    Permalink

    olho vivo no marcelo e seus boys de ouro…..

    Resposta
  • 15/05/2018, 21:57 em 21:57
    Permalink

    Já é uma beleza e quando muda é para pior. Imaginem o quê vai virar. Coitadinho do londrinense que anda de ônibus. É ainda tem esse migué de Uber barato. Me poupem. Olha lá o cara do Uber de Londrina onde foi parar….

    Resposta
  • 16/05/2018, 00:47 em 00:47
    Permalink

    Alguma coisa precisa ser feita urgente!
    Pode ser coincidência, mas desde o início do governo Belinati o serviço de transporte coletivo piorou sobremaneira.
    Tem ônibus a menos nas linhas e, consequentemente, usuários demais nos pontos e terminais. O terminal central está sempre cheio mesmo fora de horários de pico. Os ônibus estão sempre lotados e atrasados pelo fato de terem tirado os cobradores, sobrecarregando assim os motoristas que têm horário a cumprir, como os usuários também, mas dirigir, dar troco, prestar atenção nas portas e no trânsito, consome tempo e ainda coloca nossas vidas em risco. A impressão é que a prefeitura abriu as pernas para as empresas explorarem o serviço como bem quiserem.
    E a ironia fica por conta da frase na lateral do ônibus: “Seja bem-vindo. Obrigado por ser nosso cliente.” Como se tivéssemos opções de escolha.

    Resposta
  • 16/05/2018, 16:27 em 16:27
    Permalink

    O prefeito tem nas naos a melhor ferramenta que existe, a concorencia. Nada melhor para mudar a precariedade do atual serviço que há muito vem se deteriorando. Considerando as novas oportunidadea de transporte individual , vai sobrar também para os tradicionais TÁXIS, que precisam mudar e melhorar muito o atual atendimento. Vá em frente Marcelo e faca alguma coisa para os usuários que não tem outra opção de transporte. Entra prefeito e Vereadores, sai prefeito e vereadores e a situação continua a mesma e só piorando

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: