Tamarana decreta situação de emergência e fecha o comércio

Foi assinado pelo prefeito Beto Siena, na tarde deste sábado (21), o decreto municipal 048/2020, que declara situação de emergência em saúde pública em Tamarana e coloca em prática regras mais rígidas para ampliar as ações no município para combater o novo coronavírus.

 Entre as medidas, os estabelecimentos comerciais que não trabalham com atividades consideradas essenciais deverão fechar as portas a partir de segunda-feira (23).

 A restrição se aplica a grande parte do comércio de Tamarana e vale por 15 dias corridos. Quem não cumprir o decreto pode ter o alvará suspenso, além de ser multado.

 A paralisação só não abrange estabelecimentos como farmácias, supermercados, açougues, padarias, bancos e postos de combustíveis. Estes locais, no entanto, também devem seguir uma série de protocolos em prol da saúde pública.

 Há permissão para que atividades comerciais sejam feitas por meio de serviço de entrega (delivery).

 Além disso, de segunda-feira em diante, o ônibus gratuito fornecido pela prefeitura deixará de circular em Tamarana por prazo indeterminado.

 Em vídeo dirigido aos tamaranenses, o prefeito e a secretária municipal de Saúde, Dalva Siena, frisaram que a situação de emergência é uma atitude drástica, mas que, se a população não permanecer em casa de imediato, regras como essa terão pouco efeito para a barrar o Covid-19.

 “É o ato mais difícil que estou tomando até hoje como prefeito. Peço à população que nos ajude a combater esse vírus. Nós não podemos mais circular, temos que ficar realmente em casa”, afirmou Beto Siena.

 Até o momento, não há casos confirmados ou suspeitos da doença em Tamarana. O isolamento social, no entanto, é, atualmente, a medida mais recomendada pelas autoridades da saúde na luta nacional contra o novo coronavírus.

 O vídeo está disponível aquihttps://youtu.be/KwXHR35DyKM

 Leia aqui tudo o que diz o decreto municipal 048/2020: https://bit.ly/decreto0482020fechamentocomercio

 Comitê de crise –  O decreto também prevê a criação de um comitê que envolva o poder público e a sociedade local na busca por soluções para o problema.

 Decreto anterior – Ainda na terça-feira (17), o prefeito assinou o decreto 047/2020 (http://bit.ly/decreto0472020medidascovid19), que traz as primeiras determinações para barrar a doença. O texto continua em vigor, mas já com as alterações promovidas pelo decreto 048/2020.

 Expediente do serviço público – Quanto ao expediente do serviço público municipal, o decreto 048/2020 informa que, posteriormente, serão estabelecidas novas normas para o funcionamento dos órgãos subordinados à prefeitura.

 Fuja dos boatos – O morador que tem dúvidas a respeito do Covid-19 deve ligar para a Saúde municipal. O contato pode ser feito pelos telefones 3398-1981 ou 1985.

 

One thought on “Tamarana decreta situação de emergência e fecha o comércio

  • 23/03/2020, 16:19 em 16:19
    Permalink

    Com um demente na presidência, o brasileiro só pode contar mesmo com o bom senso de autoridades municipais e estaduais. Mas elas não podem deixar de pressionar o governo federal a liberar verbas para a saúde ou teremos, no duro combate à pandemia do coronavírus, apenas medidas paliativas como as que decretam a suspensão dos serviços não essenciais. Os municípios precisam desde já preparar instalações equipadas adequadamente para receber os doentes que surgirão em breve em número cada vez maior. E o Paraná precisa ter desde já preocupação especial do governo estadual. Nosso estado é um dos que apresentam mais casos espalhados, atingindo praticamente todas as regiões. Já são mais de 10 cidades com casos confirmados.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: