Testemunha de Takahashi disse que nunca lhe foi pedido nada irregular

A Comissão Especial da Câmara de Londrina que investiga os vereadores Mário Takahashi e Rony Alves sobre a acusação de que os dois receberiam propina para aprovar mudanças de zoneamento em áreas da cidade ouviu hoje o depoimento do empresário Nado Ribeirete que foi presidente da Companhia de Desenvolvimento de Londrina e também presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento de Londrina, o IPPUL. Ele deixou a administração no final do ano passado.

Durante a audiência, Ribeirete, testemunha de Takahashi, disse aos vereadores que a relação dele com os investigados era institucional. “Eles pediam agilidade nos processos, pois o trâmite na prefeitura é demorado, mas nada de irregular”, comentou Ribeirete.

3 comentários em “Testemunha de Takahashi disse que nunca lhe foi pedido nada irregular

  • 26/07/2018, 16:25 em 16:25
    Permalink

    Nado Ribeirete conseguiu vender pedras para a Prefeitura de Londrina?
    Com sua Pedreira Ica?

    Resposta
  • 26/07/2018, 18:50 em 18:50
    Permalink

    Está CP ñ vai dar em nada pois assim como o mp não tem provas contra os vereadores. Armação política que logo se reverterá contra os autores.

    Resposta
  • 27/07/2018, 10:22 em 10:22
    Permalink

    Sinceramente, achei ridicula a postura do MP nessa investigacao. Esta estranho mesmo…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: