Veja os detalhes da sentença que condenou cinco pessoas da Operação Publicano

Até que não demorou. A justiça divulgou ontem as sentenças de cinco dos condenados por improbidade administrativa no caso conhecido como Operação Publicano, aquela que o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e o Ministério Público desmontaram na Receita Estadual do Paraná envolvendo auditores fiscais e políticos.

Ainda cabe recurso.

Esta foi a primeira decisão em âmbito cível da Operação Publicano. Há ainda outros processos em curso na justiça criminal. Segundo as investigações, a fraude pode ter desviado mais de R$ 200 milhões dos cofres do governo estadual.

Foram condenados

  • Márcio de Albuquerque Lima – auditor da Receita Estadual
  • Marco Antônio Bueno – auditor da Receita Estadual
  • Dalton Lázaro Soares – auditor da Receita Estadual
  • André Luiz Santelli – policial civil
  • Paulo Henrique Santelli – técnico da Receita Estadual e irmão de André Luiz.

No processo, o grupo foi acusado de tentar subornar um policial do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco). O objetivo era obter informações privilegiadas sobre investigações na Receita Estadual.

Além deles, outras quatro pessoas respondiam ao processo. Ana Paula Pelizzari Lima e José Luiz Favoretto Pereira foram absolvidos por falta de provas.

Já Rosane Semprebom e Luiz Antônio de Souza foram beneficiados pela Justiça, devido aos acordos de delação que firmaram com o Ministério Público.

Veja abaixo a sentença:

One thought on “Veja os detalhes da sentença que condenou cinco pessoas da Operação Publicano

  • 21/07/2017, 17:05 em 17:05
    Permalink

    E aquele que se beneficiou em sua campanha com parte desse dinheiro sujo,vai passar batido?Hoje me parece que teve outra delação,aquela das escolas onde os gatunos de Curitiba roubavam e levavam o dinheiro para o Bucólico Moçambique,quanta criatividade,dizem que nesse meio tem brothers,father e son lá do TC ,………exóticos eles.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: