Venda da Sercomtel será em dezembro

do site Minha Operadora

Com problemas financeiros e um processo de caducidade de outorgas na Anatel, a Sercomtel teve sua privatização confirmada. A empresa que irá apoiar e assessorar no processo será a B3.

A bolsa vai contribuir na elaboração da minuta do edital de privatização, além de sediar o leilão das ações, agendado para ocorrer em dezembro. Até o fim do ano, a Prefeitura pretende reforçar o caixa da empresa com R$ 7 milhões para garantir a continuidade das operações.

Para conseguir o dinheiro, será feita a venda do controle das subsidiárias Sercomtel Contact Center e Sercomtel Iluminação. Entretanto, tudo ainda depende de um projeto de lei. A entrega deve ser feita nos próximos dias para a Câmara de Vereadores da cidade.

Nos últimos dias, os vereadores foram informados que a venda da participação municipal na Sercomtel será feita por meio de um leilão na bolsa de valores, em São Paulo. A informação veio de Juarez Tridapalli, secretário de governo.

“Na última sexta-feira concluímos a versão final do contrato que vamos firmar com a B3. A Secretaria de Gestão Pública vai elaborar o edital do leilão com o apoio da empresa. A expectativa é que a publicação do edital ocorra na primeira semana de setembro“, afirmou.

Dois projetos que mudam atribuições das subsidiárias já foram apresentados. Um deles modifica o nome da unidade de Contact Center para Companhia de Tecnologia de Desenvolvimento

A ideia é que essa parte fique responsável pelo canal 156, de atendimento ao cidadão, além da informatização dos processos da gestão municipal.

3 comentários em “Venda da Sercomtel será em dezembro

  • 16/07/2019, 17:36 em 17:36
    Permalink

    torcer p aparecerem interessados, sem ser a Oi

    Resposta
  • 16/07/2019, 22:34 em 22:34
    Permalink

    Vender a Sercomtel Iluminação? Então um presente do ex-prefeito Kireeff à Sercomtel vai cair nas mãos de empresários? Absurdo! A prefeitura deveria assumir os serviços de iluminação da cidade. Com a fiscalização de órgãos municipais e de entidades da sociedade civil, a dinheirama que é arrecadada mensalmente na cidade iria voltar em sua totalidade para o benefício dos londrinenses. Foi um absurdo o ex-prefeito, já que ele admitia incapacidade de administrar os serviços de iluminação, não licitar esses serviços. Agora permitir através da privatização da Sercomtel Iluminação que o dinheiro que pagamos nas contas da Copel vá engordar os cofres de alguns empresários espertões chega a ser um crime contra a economia popular.

    Resposta
  • 17/07/2019, 10:07 em 10:07
    Permalink

    Olha, paciência com burrice tem limites…

    Primeiro é um procedimento legislativo demorado pra conseguir autorização legislativa pra aportar valores na empresa (que foi o PL 32)…

    Agora precisa de outro projeto de lei pra conseguir os valores…

    E tudo isso pra uma empresa que precisa de dinheiro pra ontem!

    Porque os idiotas da prefeitura não fizeram tudo junto?

    Tá claro que ou impera a total burrice naquele pasto à beira do lago ou o salafrário do prefeito está deliberadamente deixando a Sercomtel ir à bancarrota!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: