Vereador depõe hoje sobre suposta tentativa de suborno

Os rolos em Londrina parece não acabar nunca.

O jornalista Neto Almeida, da Rádio Paiquerê AM, traz matéria dizendo que o Gaeco está investigando uma suposta tentativa de suborno ocorrida no gabinete do vereador João Martins (PSL). 

O delegado do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Alan Flore, afirmou em entrevista à Paiquerê que abriu um inquérito policial para investigar uma fala do vereador João Martins (PSL), em um depoimento prestado ao próprio delegado, em circunstâncias anteriores. O parlamentar disse a Flore que uma pessoa procurou seu gabinete, no ano passado, e ofertou R$ 15 mil para que votasse contra a cassação do então vereador Emerson Petriv, que acabou perdendo o mandato e neste ano se elegeu a deputado federal.

O depoimento de João Martins foi prestado na época das apurações da operação ZR3, quando um dos investigados, o vereador afastado Rony Alves (PTB), teria pedido para que a assessora de João Martins, Vera Rubbo, “aliviasse” o relatório final da Comissão Processante (CP). Alan Flore destacou que o inquérito foi aberto foi para identificar a pessoa que teria feito a oferta de propina e apurar as circunstâncias que isso ocorreu.
Compartilhe
Leia Também
Comente

Um comentário

  1. almeirão

    Lista de encrenca que nunca termina em Londrina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios