Xadrez à espera

Leandro Mazzini/Coluna Esplanada

Solto há dias por benevolência do STF, o publicitário Ricardo Hoffmann deve usufruir poucos dias de liberdade. Já é dada como certa sua volta ao xadrez. Não foi só na Caixa e no Ministério da Saúde que Hoffman operou para fazer muito dinheiro e agradar padrinhos políticos. O esquema do intempestivo “publicitário-lobista” também deixou rastros de sujeira no Tribunal Superior Eleitoral.

Fachada 

Hoffmann era diretor da agência Borghi-Lowe, que lacrou as portas em Brasília depois do escândalo. O publicitário comandava contratos com Ministério da Saúde e com a Caixa e direcionou mais R$ 1 milhão ao ex-deputado e ex-secretário de Comunicação do PT André Vargas, que atualmente comanda o jogo de Buraco na cela da PF.

Leia mais

2 comentários em “Xadrez à espera

  • 26/01/2016, 20:51 em 20:51
    Permalink

    O Leandro Mazzini se acha juiz de direito? Imagine o Leandro Mazzini e seus parentes ideológicos no governo!?! Fascistas não!

    Resposta
  • 27/01/2016, 11:21 em 11:21
    Permalink

    É mais fácil um elefante passar pelo buraco de uma agulha do que encontrar uma notícia de corrupção tucana no site de onde saiu esse post. E o Leando Mazzini deve ser o maior jurista do mundo. Conhece mais de leis que os nossos ministros do STF. Esses tucanos se acham uns puros…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: