Pazuello é denunciado pelo Ministério Público Federal por improbidade administrativa

foto – Sérgio Lima |
Crédito: AFP

do UOL

O MPF (Ministério Público Federal) enviou à Justiça uma ação de improbidade administrativa contra o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que responderá por danos causados ao patrimônio público e violação aos princípios da Administração. (mais…)

Copo virado

de o Sul/Leandro Mazzini
O proprietário do conhecido Becks Bar em Curitiba mudou o nome para Becks Bar Fora Bolsonaro, sem medo. “Cliente que apoia genocídio de 500 mil brasileiros não fará falta (…) Eu prefiro falir com dignidade do que ir contra meus princípios”, avisou.

E o wi-fi?
A decisão pessoal do empresário lembra o que ocorreu Brasil adentro depois do impeachment de Dilma Rousseff. Muitos bares tinha a senha ‘Fora, Temer’ para wi-fi.

Com o dito cujo na mão, aguardando os acontecimentos

Quando a telefônica Sercomtel foi vendida, a prefeitura decidiu, até hoje não deu pra entender porque, que não se desfaria da empresa de Call Center que era da Sercomtel em sociedade com a prefeitura.

Bem, época de campanha eleitoral, muitos votos em jogo, o prefeito Marcelo Belinati segurou a onda e o mico. Haviam dito que a empresa seria a responsável pelo atendimento do 156, linha direta com o municipe. Até hoje o sistema não foi operacionalizado.

Há ainda um buxixo entre os funcionários que o que resta de atendimento da prefeitura pela Sercomtel, será substituido por uma empresa de Curitiba.

Ou seja, todos os funcionários, no momento, com o dito cujo na mão aguardando os acontecimentos.

CPI da Pandemia ouvirá empresário de Maringá

do Angelo Rigon,

O empresário maringaense Emanuel Catori (foto) um dos sócios da Belcher Farmacêutica, vai depor na CPI da Pandemia. Sua convocação foi decidida ontem. A empresa, que tem ainda como sócio Daniel Moleirinho Feio Ribeiro, estava negociando a venda de 60 milhões de doses da vacina Convidecia com o Ministério da Saúde, como representante da chinesa CanSino Biologics. (mais…)

PF desarticula quadrilha que fraudava o INSS

da PF

Cuiabá/MT – A Polícia Federal deflagrou hoje, 01/07, a Operação FAKE INK, com o objetivo de desarticular um grupo criminoso suspeito de fraudar licitação do Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS, para aquisição de suprimentos de informática (cartuchos de tinta), no estado do Mato Grosso.

As investigações, iniciadas em 2020, constataram que os envolvidos criavam empresas de fachada que concorriam em pregões eletrônicos com preços abaixo do mercado, para que pudessem se sagrar vencedoras. Porém, após vencerem os certames, o produto entregue pelas empresas não correspondia ao produto original da marca, ou seja, eram fornecidos cartuchos da Samsung e/ou HP falsificados.

No curso da investigação verificou-se que as empresas de fachada possivelmente tenham atuado de forma criminosa em todo o país.

Foram expedidos pela 5ª Vara Federal da Seção Judiciária do Mato Grosso sete mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão temporária, com os objetivos de prender as lideranças criminosas, colher provas e encontrar os locais de fabricação dos produtos falsificados.

O nome da Operação Fake Ink – tinta falsa no idioma inglês – remete ao fato de a organização criminosa fornecer aos órgãos públicos em que venciam as licitações cartuchos falsificados.

A ação deflagrada na data de hoje contou com o importante apoio da Receita Federal em Maringá/PR. Além disso, a mesma irá apurar possível sonegação fiscal cometida pelo grupo criminoso.

As investigações terão continuidade para identificar outros suspeitos que também praticam essas condutas, bem como para apontar outras licitações que possivelmente foram fraudadas.

 

Londrina toma uma tunda no Estádio do Café. Sem comentários porque o vocabulário seria inadequado

Ontem o Londrina Esporte Clube perdeu no Estádio do Café para o Avai, de Florianópolis, por 3 a 1, pela Série B do Brasileirão.

Não vou comentar sobre o jogo do meu time que insiste em namorar a zona de rebaixamento porque seria obrigado a usar um palavreado chulo, de puro emputecimento, inadequado para este prestimoso blog família.

 

Licitação suspensa em Assaí

E o Tribunal de Contas do Paraná determinou a suspensão de um processo licitatório para a contratação de agência de publicidade para administrar a conta da prefeitura de Assaí.

Mudanças na Comissão Especial de Planejamento

Rodrigo Locatelli, será o representante do Sindicato dos Empregados o Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios em Mercados, Minimercados, Supermercados e Hipermercados de Londrina na Comissão Especial de Planejamento, Implantação e Acompanhamento Industrial de Londrina.

Há muito trabalho a fazer para todos os integrantes da Comissão. Com a conclusão do Tecnocentro, para breve, e a Cidade Industrial, cuja promessa é de agilidade para finalmente começar a render frutos, oxigenar a Comissão é sempre muito bom.

Veja aqui as funções do Conselho.

Empresários dos setores de bares, restaurantes, eventos turismo e lazer pedem o horário de verão

Veja o teor do documento encaminhado ao presidente Bolsonaro:

A Federação das Empresas de Hospedagem, Gastronomia, Entretenimento, Lazer e Similares do Estado do Paraná (Feturismo), a Federação Baiana de Turismo e Hospitalidade do Estado da Bahia (FeTur-BA), a Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de Santa Catarina (Fhoresc), a Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo (Fhoresp) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) diante do cenário especialmente difícil enfrentado pelo setor de turismo em função da pandemia de Covid-19, vêm, juntas, solicitar a retomada do horário de verão, já em 2021. (mais…)

A corrupção chega ao âmago do governo. Veja o debate e compartilhe

Se você ainda não viu o debate de ontem à noite. Veja agora.

Bolsonaro x Ricardo Barros. As denúncias de corrupção chegam ao âmago do governo. O que fará Bolsonaro que se elegeu dizendo que no governo dele não teria corrupção?

Participam do debate os jornalistas Fábio Silveira, Raquel Rodrigues e Cláudio Osti, e o convidado professor e cientista político Elve Cenci.

Miranda diz que recebeu oferta de propina para não atrapalhar negociação da vacina Covaxin

foto Paulo Valadares/Agencia Camara

do Congresso em Foco

O deputado Luis Miranda (DEM-DF) contou que foi procurado por um conhecido lobista de Brasília para ajudar nas negociações para a compra da vacina indiana Covaxin. O lobista em questão é Silvio Assis, conhecido da Polícia Federal por envolvimento em esquemas de corrupção. Assis é tido como homem de confiança do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). Em duas reuniões com o lobista – em uma das quais Barros estava presente -, houve oferta de propina para que o deputado não criasse problemas para a compra do imunizante, revela reportagem da revista digital Crusoé. (mais…)