Não durou

A oficina próxima da UEL não conseguiu manter o contrato com a prefeitura de Londrina. Ela prestava serviços para os caminhões de lixo e até dos bombeiros, mas não agradou. Os motivos não ficaram claros:

(mais…)

Deputado Soldado Fruet… Presente!

Politica, sempre política.

O deputado estadual Soldado Fruet, outro que foi eleito na onda bolsonarista, no plenário da Assembleia, bate sem dó no governo Rato Jr.

Mas, sabe como é. Também é preciso faturar em casa.  Hoje ele correu para Foz do Iguaçu, um de seus redutos eleitorais, para garantir um lugar ao lado do governador Rato Jr, que foi à cidade da fronteira lançar o programa Escola Segura.

E aí Sanepar e Agepar, vão explicar o aumento esdruxulo?

do Contraponto

A Sanepar e a Agepar têm 48 horas para darem explicações ao Tribunal de Contas do Estado sobre o aumento de 12,3% das tarifas de água e esgoto previsto para entrar em vigor dia 17, sexta-feira que vem. O prazo foi comunicado nesta tarde (9) às duas entidades pelo conselheiro Fernando Guimarães, sorteado relator da “Comunicação de Irregularidade” assinada pelo conselheiro Artagão de Mattos Leão acerca da suposta exorbitância do reajuste, três vezes maior do que a inflação acumulada do último ano. (mais…)

E o Sopão?

Volta e meia e meia volta alguém pergunta a este blogueiro se já fui abordado em esquinas por pessoas com jaleco pedindo dinheiro para o Sopão.

Sim, fui abordado inúmeras vezes.

Mas que Sopão é esse?

Consultei a Secretaria de Assistência Social e informaram que não há registrada por lá nenhuma entidade que faça essa ação nas esquinas e semáforos.

 

MDB de Londrina, minguado, já na UTI

E pelo jeitão a militância do MDB de Londrina está crescendo… crescendo pra fora da sigla.

A Convenção do MDB marcada pelo vice-prefeito de Londrina e presidente local do partido, João Mendonça, para o dia 07/05 às 18.30 não foi realizada.

Faltou quorum. Nem os membros da Executiva e nem do diretório, deram as caras. Apenas 7 pessoas compareceram. Aí, já viu né, nem ia encher uma foto, então adiaram a conversa para o dia 12 (domingo).

Sercomtel ainda não sabe qual o impacto da ação julgada no TJ

O presidente da telefônica Sercomtel, Cláudio Tedeschi, disse agora há pouco ao blog que ainda não sabe se a decisão do Tribunal de Justiça vai atrapalhar uma futura venda da empresa. Segundo ele foi montado um grupo de trabalho pelos advogados da Sercomtel que estão analisando os riscos e montantes da ação. “Ainda não sabemos, pois os números e os riscos estão sendo analisados pelo grupo”, disse Tedeschi.

Vamos cortar árvores

Foi publicado hoje o contrato da Prefeitura de Londrina com a empresa POLLY VERDE CONSTRUÇÕES LTDA – EPP – CNPJ 22.271.093/0001-21 – de Londrina (de José Carlos Cardoso e Heloisa Ferraz da Motta Cardoso, e que já fez negócios em Ibiporã, com sede na rua Araribóia, 96 – Vila Portuguesa), para retirada de 3.600 árvores ao preço unitário de R$ 640,47, totalizando uma cifra de R$ 2.305.692,00 (CONTRATO Nº SMGP-0064/2019 – Contratação de empresa para a prestação de serviços de remoção de árvores em áreas públicas do Município de Londrina e distritos, bem como a trituração e transporte dos resíduos gerados). Heloisa Cardoso também inscreveu-se como estagiária em Psicologia na Prefeitura de Londrina pelo edital 024/2019, em abril passado.

Ação pode chacoalhar ainda mais a Sercomtel

É o que esperam a ação final – 180 milhões de reais divididos pelos acionistas – que ganharam a ação 008765-63.2001.8.16.0014 contra a Sercomtel e o acionista majoritário Prefeitura de Londrina – a COPEL sempre votou contra nas reuniões dos Conselhos da estatal londrinense.

(mais…)

Empresário diz que entregou 500 mil a Pepe Richa

do Fernando Tupan

G1 Paraná e RPC Curitiba informam que o empresário Jorge Atherino afirmou em depoimento, nesta quarta-feira (8), que entregou R$ 500 mil recebido da Odebrecht para Pepe Richa, irmão do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e para Juraci Barbosa Sobrinho, tesoureiro da campanha de Richa em 2014, para caixa dois.

Atherino e outros quatro réus foram ouvidos pela 23ª Vara Federal de Curitiba, no processo referente à Operação Piloto, desdobramento da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude licitatória em obras da PR-323, no norte e noroeste do estado.

Beto Richa não é réu na operação.

Depoimentos

Entre os réus ouvidos pela Justiça nesta quarta-feira, estavam ex-executivos da Odebrecht e a ex-secretária do departamento de operações estruturadas da empresa, conhecido como o setor de propinas.

Também foram ouvidos o ex-chefe de gabinete do ex-governador Beto Richa, Deonilson Roldo, além de Jorge Atherino que, segundo as investigações do Federal (MPF), arrecadou dinheiro para a campanha do ex-governador.

Jorge Atherino confirmou, em depoimento, que participou da arrecadação para a campanha e que procurou um dos executivos da Odebrecht, Luiz Pizzato, que também é réu na operação, para angariar o dinheiro.

Pepe Richa (Foto: AEN/divulgação)

O mergulho em drogas pesadíssimas

Por Christian Steagall-Condé
Cada ano que passa, vejo claramente que Londrina mergulha fundo no submundo das drogas pesadíssimas.

A lista está bem aterrorizante e não consegue para de inchar:

É a droga da Fonte Pensa, inaugurada torta e sem funcionar;
É a droga da Fonte Pensa PINTADINHA como pano-de-prato;
É a droga do nosso incrível Teatro Municipal, lá, só no osso;
É a droga dos Espaços Públicos virando antros, UEL inclusa;
É a droga de um pontilhão bisonho, pra operar o Superbuss;
É a droga do Paver Cimentício, enfeiando o nosso Calçadão;
É a droga do Paver Cimentício,, todo coloridinho, tão “fofinho”;
É a droga do Paver Cimentício, “significando as nossas etnias”;
É a droga de uma Passarela BigBen, de um caipirismo sem fim;
É a droga de um Jardim Botânico, inacabado e inaugurado 3X!
É a droga de um ILS mi-se-ra-vel de simples e jamais instalado;
É a droga das Ciclofaixas, feita por quem nunca pedalou na vida;
É a droga de dementes achando que Vielas devem ser vendidas;
É a droga da nossa Arborização, sendo excluída sistematicamente.

Venda de terrenos da prefeitura pode dar BO

A intenção do prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, em vender imóveis do município para fazer grana e, segundo ele, investir em recape asfáltico e preencher o eterno vazio do caixa da Caapsml, pode esbarrar na lei. (mais…)

PSDB vai avaliar quais cidades precisarão de mudanças no partido

O novo presidente do PSDB do Paraná, deputado estadual Paulo Litro, disse hoje que vai organizar uma reunião com a executiva do partido nas próximas semanas. Nada mais que óbvio. O desempenho dos tucanos nas últimas eleições foi quase pífio no Estado, assolados por duas avalanches, a da prisão do ex-governador Beto Richa e também pela onda Bolsonarista. (mais…)

Operação do GAECO em Curitiba

O Gaeco cumpre na manhã hoje 19 mandados de prisão (11 preventivas e 8 temporárias) e 24 mandados de busca e apreensão em Curitiba, Fazenda Rio Grande, Campo Largo, Piraquara, Campina Grande do Sul, Guaratuba, São José dos Pinhais e Matinhos. Dentre os presos, estão dois soldados da PM, um deles reformado, líderes de organizações criminosas constituídas para a prática de crimes de roubo, furto, usura e lavagem de dinheiro.

Bonilha, o ex-presidente da Câmara de Londrina, está preso

Bonilha volta pra cadeia/reprodução youtube

A Policia Militar de Londrina prendeu agora à tarde o ex-vereador e ex-presidente da Câmara, Orlando Bonilha Proença. Ele estava na zona norte da cidade e foi denunciado por um morador.

A Rotam, unidade da Policia Militar, foi ao local e cumpriu o mandado de prisão que estava aberto contra ele.

Bonilha foi condenado por concussão. Quando era vereador ele costumava ficar com parte do salário de funcionários.

O ex-vereador, durante seu mandato, se envolveu em vários rolos. Em outra oportunidade foi denunciado num esquema de venda dee terrenos em cemitérios de Londrina.

Ele respondeu aos processos em liberdade. Quando houve a condenação definitiva ele desaparceu e era considerado foragido.

, ,

A magia do futebol. Dois jogos épicos

do VEC

Em menos de uma semana, dois jogos épicos, daqueles para entrar na história do futebol. Daqueles que, quem esteve no estádio, vai poder falar para os filhos, os netos, com o peito estufado: “Eu estava lá”. (leia mais)