Londrina vence a Portuguesa e lidera Série C

E o glorioso Londrina Esporte Clube começou bem na Série C do Brasileirão. Hoje à tarde, no estádio do Café, venceu por 2 a 1 a Portuguesa. Os dois gols do Tubarão foram feitos pelo volante Germano. O gol da Lusa, que começou na frente, foi de Marcelinho.

O estádio estava vazio, resultado da punição ao time por causa da briga acontecida na semifinal da Série D, no ano passado, na partida contra o Brasil de Pelotas.

Centenas de torcedores assistiram à partida por dois telões colocados do lado de fora do estádio.

A boa notícia é que o jogador Celsinho, que estava há quase dois meses sem jogar, recuperando-se de uma lesão, entrou no segundo tempo e deu um novo ritmo à partida.

O ruim é que o ataque do time continua inoperante.

PSDB de Londrina escolhe novo diretório neste domingo

O PSDB de Londrina reúne seus filiados amanhã, às 10 horas, no hotel Cristal, para eleger os novos membros do diretório do partido. Depois será eleita a executiva da sigla.

Hoje o tucanato local é presidido pelo vereador Gerson Araújo que, tudo indica, será reconduzido à presidência.

Piquenique na Praça da Bíblia em benefício das crianças especiais

Um grupo de mães de crianças com necessidades especiais de Londrina e região estará realizando um piquenique para crianças especiais, dentro de uma campanha para trazer a Londrina, uma sede da Associação de Assistência à Criança Adolescente (AACD) – https://aacd.org.br/. Com isso, as entidades que já realizam atendimento psicopedagógico a estas crianças contará com um novo suporte para atendimento especializado. Para isso, estarão promovendo um grande abaixo-assinado para que consigam mobilizar a diretoria nacional da AACD nesta nobre causa.

Este grupo também estará coletando assinaturas para outra campanha que visa a instalação de fraldários e trocadores em banheiros para pessoas portadoras de necessidades especiais.

Site Jus Brasil registra denúncia grave contra governador do Paraná

– Inquérito Civil nº MPPR-0046.14.011126-4, instaurado em 25/03/2015. Assunto: PATRIMÔNIO PÚBLICO. Objeto: Trata-se de denúncia anônima, encaminhada pela Promotoria de Justiça de proteção ao Patrimônio Público de Curitiba, que afirma que a Senhora Fernanda Richa, esposa do Governador do Estado do Paraná, teria exigido dois milhões de reais para que o marido assinasse o Decreto nº 10.937, publicado em 05/05/2014, de promoção de auditores fiscais. O valor teria sido arrecadado, mediante contribuições espontâneas de integrantes da Receita Estadual, e estaria destinado à campanha de reeleição de Carlos Alberto Richa.. Representante (s): ANÔNIMO. Representado (s): GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ.

Está no site JusBrasil.com.br

Em vídeo produzido por sua equipe, Beto Richa, se defende da acusação de receber dinheiro de propina para campanha

Depois de mais uma bomba caindo no próprio colo, o governador Beto Richa divulgou um vídeo produzido pela sua equipe negando as acusações divulgadas ontem na RPC/TV.  Na matéria, produzida pelo jornalista Alberto de Angele, o advogado Eduardo Duarte Ferreira, que defende o auditor fiscal Luiz Antonio de Souza, preso durante a Operação Publicano. Segundo Ferreira seu cliente, que abraçou a causa da delação premiada, contou ao Gaeco que parte do dinheiro arrecadado com propina foi destinado ao caixa de campanha do governador.

Veja o vídeo produzido pelo governador:

Auditor diz que parcela da grana foi para pagar parte da campanha de Richa

E o auditor fiscal Luiz Antonio de Souza, que agora surfa na onda da delação premiada, disse ao Ministério Público, segundo seu advogado Eduardo Duarte Ferreira, que parte da propina arrecadada foi usada para ajudar a pagar as contas de campanha da reeleição do governador Beto Richa.

A grana teria sido pedida pelo primão do governador Beto Richa, Luiz Abi Antoun ao delegado da Receita, Márcio Albuquerque que repassou a encomenda para os fiscais corruptos.

A assessoria do governador nega que Richa tenha recebido esse quaisquais.

Márcio Albuquerque e a mulher Ana Paula, acusados de comandar a quadrilha que achacava empresas
Márcio Albuquerque e a mulher Ana Paula, acusados de comandar a quadrilha que achacava empresas

 

E o deputado estadual Tiago Amaral foi surpreendido por professores hoje em Londrina

Professores em greve fizeram um protesto hoje no Aeroporto José Richa, em Londrina, enquanto esperavam a chegada do deputado Tiago Amaral, do glorioso Partido Socialista Brasileiro.

Agitando bandeiras e gritando Tiago Amaral, Tiago do Mal, tentaram falar com o deputado.

Aliado do governador Beto Richa, Tiago Amaral votou a favor das mudanças na ParanaPrevidência no último dia 29 de abril, na Assembleia Legislativa do Paraná

Só o delegado da Receita faturava 100 mil por mês em propina

do blog Baixo Clero

O delegado e o inspetor regional de fiscalização da Delegacia da Receita Estadual de Londrina ganhavam R$ 100 mil mensais cada um só com a propina do esquema de corrupção investigado pelo Gaeco na Operação Publicano. O salário dos auditores fiscais varia de R$ 25 mil a R$ 32 mil reais por mensais. A informação consta das declarações prestadas pelo ex-inspetor regional de fiscalização da Delegacia de Londrina, Luiz Antônio de Souza, que passou a colaborar com as investigações.

Em entrevista concedida com exclusividade ao JL e à RPC, o advogado Eduardo Duarte Ferreira, que defende Souza, afirmou, com base nas declarações do seu cliente, que a divisão do bolo seria a seguinte: o auditor que fazia a fiscalização ficava com 50% do valor obtido com a propina; 40% eram divididos entre o inspetor regional de fiscalização e o chefe da Delegacia Regional (20% para cada); os 10% restantes iam para Curitiba.

Como o delegado ficava com R$ 100 mil mensais, o que equivale a 20% da propina, conforme as declarações de Souza, o “bolo” inteiro chegava a R$ 500 mil mensais. Em um ano, o esquema rendia R$ 6 milhões. O delegado da Receita amealhava R$ 1,2 milhão no ano e R$ 600 mil eram enviados para Curitiba – com base no cálculo feito por Souza.

Dia “histórico” Ministério Público Federal denuncia quatro ex-deputados à Justiça

Luiz Argôlo, Pedro Correa e André Vargas -foto do G1

Pela primeira vez desde o início da Operação Lava Jato, quatro políticos foram acusados formalmente de corrupção e desvio de recursos da Petrobras pelo Ministério Público Federal no Paraná. Os ex-deputados federais André Vargas (ex-PT-PR), Luiz Argôlo (SD-BA) e Pedro Corrêa (PP-PE), além de sua filha, a ex-deputada Aline Corrêa (PP-SP), foram denunciados à Justiça Federal do Paraná nesta quinta (14) pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa e peculato. As informações são da Folha de S. Paulo.

“Hoje é um dia simbólico”, disse o procurador Deltan Dallagnol. Outras nove pessoas também foram denunciadas –entre elas, o doleiro Alberto Youssef, um dos operadores do esquema, seu funcionário Rafael Ângulo, o publicitário Ricardo Hoffmann, dois irmãos de Vargas, Milton e Leon, e o filho de Pedro Corrêa, Fábio.

Veja os acusados e os crimes em cada denúncia (do G1) :

– Núcleo André Vargas
André Luiz Vargas Ilário – Corrupção, Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.
Leon Dênis Vargas Ilário – Corrupção, Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.
Milton Vargas Ilário – Corrupção, Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.
Ricardo Hoffmann – Corrupção, Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.

-Núcleo Pedro Corrêa
Pedro Corrêa – Corrupção passiva, Lavagem de dinheiro, Peculato.
Ivan Vernon – Lavagem de dinheiro, Peculato, Organização criminosa.
Márcia Danzi – Lavagem de dinheiro, Organização criminosa.
Aline Corrêa – Peculato.
Alberto Youssef – Lavagem de dinheiro.
Rafael Ângulo Lopez – Lavagem de dinheiro.
Fábio Corrêa – Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.

– Núcleo Luiz Argôlo
Luiz Argôlo – Corrupção, Lavagem de dinheiro, peculato.
Alberto Youssef – Corrupção, Lavagem de dinheiro.
Rafael Ângulo Lopez – Corrupção, Lavagem de dinheiro.
Carlos Alberto Costa – Corrupção, Lavagem de dinheiro.

Enguiço da propina da Receita pede passagem em Curitiba

E o rolo da Receita Estadual agora finca o pé em Curitiba, segundo Zé Ruela, a capital de todos os curitibanos. O blog baixo clero, do jornalista Fabio Silveira, traz a informação de que o auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, que foi inspetor de fiscalização na Delegacia da Receita Estadual de Londrina, acertou um acordo de delação premiada com o Ministério Público e passou a colaborar com as investigações.

Ele já teria dito ao MP que boa parte da propina recebida das empresas era levada para superiores em Curitiba. Imagina a beleza de enguiço que vai virar a delação do seu Souza.

Nós, pagadores de impostos, aguardamos os desdobramentos.

Londrina sedia 9ª Volta Ciclística Internacional do Paraná

DSC_6789Da assessoria

Uma das principais competições  de ciclismo de estrada do país chega à sua nona edição com 18 equipes brasileiras e cinco estrangeiras.  Organizada pela Confederação Brasileira de Ciclismo e Federação Paranaense de Ciclismo, a 9ª Volta Ciclística Internacional do Paraná acontecerá entre os dias 27 e 31 de maio num percurso de 750 km passando por Londrina, Bela Vista do Paraíso, Arapongas e Ibiporã.

A competição, válida pelo ranking da União Ciclística Internacional (UCI), reunirá as melhores equipes de estrada do Brasil e de cinco países da América Latina, numa disputa de técnica, resistência e velocidade. Dividido em cinco etapas, o evento vai contar  com cerca de 150 atletas de 23 equipes. (mais…)

Londrina contrata novos professores

A Prefeitura de Londrina vai contratar 442 novos professores. A convocação virá do último concurso realizado pelo município, segundo a Secretaria da Educação. O projeto já foi aprovado pela Câmara e vai ser sancionado hoje pelo prefeito Alexandre Kireeff, que aprova o chamamento de 234 professores. As outras 208 vagas ficarão para o segundo semestre, com um novo concurso para professores. Provavelmente serão voltados a Educação Infantil.

Irmãos de Vargas podem ter participado da Lava Jato

Leon Denis Vargas Ilário e Milton Vargas Ilário são irmãos do ex-deputado André Vargas e foram denunciados na 11ªfase da Operação Lava Jato. Vargas disse que quando estava montando um laboratório da Labogen indicou Milton que é consultor – e era consultor sênior de várias empresas. Ele teria trabalhado para Youssef, mas não teria recebido.

Uma escuta é encontrada na PF

Um aparelho de escuta foi encontrado no prédio da superintendência da Polícia Federal de Curitiba. Um andar abaixo de  onde estão acontecendo as investigações da Lava Jato. O material foi apreendido. A Polícia Federal não irá se pronunciar sobre o caso.