Dia do Técnico em Segurança no Trabalho

Amanhã é o Dia dos Técnicos em Segurança no Trabalho. Em Londrina os profissionais da área participarão de uma reunião comemorativa, às 19 horas,  no Colégio Polivalente, que fica na Rua Figueira, 411.

Empreiteiras da Lava Jato doaram R$ 98,8 mi a campanhas de Dilma e Aécio

do UOL

As empreiteiras investigadas na operação Lava Jato da Polícia Federal doaram quase R$ 98,8 milhões aos dois candidatos à Presidência que chegaram ao segundo turno das eleições, no dia 25 de outubro. A prestação de contas final foi divulgada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na noite desta terça-feira (25).

A presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) foi a que mais recebeu dinheiro das empresa, ao todo de oito construtoras sob investigação: Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Engevix, Galvão Engenharia, OAS, Odebrecht e Queiroz Galvão. Ao todo foram R$ 64.636.179,25.

As maiores doações foram da Andrade Gutierrez –R$ 21 milhões– e da OAS, que doou R$ 20 milhões.

Aécio Neves (PSDB) recebeu pouco mais da metade de seis construtoras: Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, OAS, Odebrecht e Queiroz Galvão. Somadas as doações, foram doados ao candidato R$ 34.170.000. A Andrade Gutierrez foi também a campeã de doações ao tucano, repassando R$ 19 milhões.

Para chegar ao cálculo, a reportagem somou os valores doados diretamente na conta do candidato e aquelas feitas o comitê único financeiro, que também recebem doações. Também considerou doações feitas em nome de empresas subsidiárias das empreiteiras. (leia mais)

Adarico, o Maringá

Do Angelo Rigon

Adarico Negromonte

Adarico Negromonte Filho, 70, um dos ‘mulas’ de Alberto Youssef que distribuíam o dinheiro furtado da Petrobras, e foi o último a se entregar à Polícia Federal, tem um apelido. Chama-se Maringá. Ainda não se tem a certeza do motivo do apelido. O jornal Zero Hora informou, erroneamente, que o apelido vem do fato de Maringá ser a terra de Youssef. Não é. É Londrina.

O irmão de Adarico, Mário Negromonte, foi líder do maringaense Ricardo Barros (PP) na Câmara Federal e depois, como ministro das Cidades, foi o responsável pelo repasse do dinheiro do PAC Santa Felicidade (mais de R$ 20 milhões), viabilizado através de fraude no projeto (o que foi objeto de investigação da PF). O sobrinho de Adarico, deputado, pediu votos para Maria Victória (PP), filha do marido da vice-governadora eleita.

Veneri pede pelos companheiros petistas

do blog do Tupan

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) já não aguenta mais o cerco dos petistas. Ontem teve que receber mais um deles. Foi o deputado estadual Tadeu Veneri que foi pedir o mesmo que todos pedem. Manter os cargos dos seus indicados na administração municipal.
Tudo porque os petistas estão com medo de uma leva de demissões para conter gastos. Veneri enfrenta um momento difícil. Depois da revelação que o maior doador de sua campanha (R$ 213 mil) foi uma grande empreiteira ele passou a ser chamado na Assembleia, onde ninguém suporta sua mania de ser professor de Deus, de “Tadeuzinho Odebrecht”.
Nessa fase difícil, Veneri não aguenta mais as piadinhas. Em especial aquelas que fazem referência a sua conhecida militância em favor da melhoria das condições do sistema penitenciário. Segundo os engraçados, essa ‘causa’ ganhou um caráter prático e urgente. O deputado estaria preocupado com os executivos da Odebrecht detidos pela Polícia Federal por envolvimento nos desvios da Petrobras investigados pela operação Lava Jato.

Nota de Esclarecimento da Secretaria de Saúde de Londrina

“A Secretaria de Saúde informa que a Maternidade Municipal possui dois cardiotocógrafos e que está em tramitação processo para a aquisição de mais um. Em relação às incubadoras, a Maternidade possui duas e ambas estão funcionando. Já sobre o estoque de medicamentos na Maternidade, a Secretaria de Saúde esclarece que a ausência de determinada fórmula é suprida por outra com ação semelhante.”

Amanhã não tem aula nas escolas estaduais

Amanhã, dia 26, escolas estaduais estarão em greve por indicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no Paraná (APP Sindicato).  Além da paralisação o sindicato pediu uma audiência com o governador Beto Richa e o secretário estadual de educação, Paulo Schmidt. Os professores pedem a equiparação de salários para os contratados por meio do Processo Seletivo Simplificado (PSS). Outros pontos questionados é a dobra padrão – duas cargas horárias de 20h, concentradas em uma de 40h, a falta de atendimento do Sistema de Assistência Saúde e a falta de pagamento de cartas precatórias a servidores aposentados.

Richa e a divisão dos bônus da batalha vencida

O ex-prefeito de Londrina, Antônio Cassemiro Belinati, está em Curitiba. Segundo um de seus parceiros, foi conversar com o governador reeleito Beto Richa (PSDB) para saber o que lhe cabe – e aos seus – neste latifúndio paranaense.

Uma das possibilidades é a elevação do filho, Antonio Carlos Belinati (PP), que não conseguiu se eleger deputado estadual, para uma cadeira na Assembleia. Para isso, Richa nomearia para sua secretaria deputados eleitos pela coligação para abrir vaga para Belinatinho.

WhatsApp e o sentimento de exclusão do vereador

A tecnologia agrega, mas às vezes desagrega.

Alguns vereadores de Londrina estão em um grupo do WhatsApp – ferramenta de comunicação pela internet –  do qual também faz parte o prefeito Alexandre Kireeff (PSD).

Pois bem, um deles comentou com um colega que acabara de receber uma mensagem do prefeito através do grupo.

O vereador não incluído no grupo ficou com cara de excluído do grupo.

Das informações do governo do Paraná e das realidades que não vem nos releases oficiais

Das informações e das informações.

Segundo envia a assessoria de comunicação do governo do Paraná, o Estado é um dos poucos entre as unidades da federação que cumprirá a meta para o saldo das contas públicas em todo o Brasil. A administração do governador Beto Richa (PSDB) não só cumpriu as metas fiscais como chegou ao dobro do previsto – de R$ 1,1 milhão para RS 2,2 milhões, o segundo melhor desempenho do país.

Mas a custa de quê está fazendo isso?

Bom, só para citar dois casos. A Universidade Estadual de Londrina anunciou que vai atrasar pagamentos de fornecedores porque o governo do Paraná não repassa o orçamento aprovado. Empresas terceirizadas que prestam serviços nos hospitais estaduais de Londrina estão apavoradas porque o governo do Paraná não está pagando o que deve.

Alô, alô Kireeff, a Maternidade Municipal pede Socorro!!!!!!

Situação está feia, mas muito feia na Maternidade Municipal de Londrina. Todos os meses nascem na maternidade cerca de 350 crianças e as condições de trabalho estão horrorosas, reclamam os médicos.

Um deles ouvido pelo blog diz que há um movimento entre os médicos para fazer uma vaquinha para comprar um aparelho chamado cardiotocógrafo que e um sistema de monitoramento perinatal.

Das incubadoras existentes na Maternidade, apenas uma está funcionando mais ou menos. Faltam também alguns medicamentos (antibióticos) importantes.

O nível de tensão e estresse está enorme por lá.

Curta Mister H, de Londrina, é premiado em festival na França

O curta-metragem Mister H, produzido pela Kinopus Audiovisual em parceria com a produtora francesa SENSO FILMS, conquistou dois prêmios na 34ª edição do Festival International du Film d’Amiens, um dos festivais mais tradicionais da França: o Prix des Enfants de la Licorne (section compétition courts métrages européens) e o Prix de la Maison d’arrêt d’Amiens (Prix du quartier femmes). O prêmio ‘Filhos do Unicórnio’, concedido por estudantes, tem esse nome, pois Unicórnio é o emblema da cidade de Amiens e do festival. Já o segundo prêmio é dado por prisioneiras francesas que assistiram a curtas durante o festival. Rodado em Londrina em dezembro do ano passado, Mister H conta com roteiro e direção do francês Bernard Payen, produção de Guilherme Peraro, Roberta Takamatsu e Rodrigo Grota, além de fotografia de Guilherme Gerais, direção de arte de Camila Melara, figurinos de Mayhara Nogueira, maquiagem de Evelise Gomiero, e trilha sonora original de Rodrigo Guedes, sócio da Mais Comunicação. No elenco, os londrinenses Hígor Mejïa e Nagomi Kishino.

Força-Tarefa para acabar com fila de processos

Cerca de 3 mil audiências de conciliação vão acontecer em todo o Paraná. A ação integra a Semana Nacional da Reconciliação, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os processos escolhidos são aqueles que têm possibilidade de ser resolvido entre as partes, sem ser necessário o trâmite judicial. Em Londrina, num mutirão realizado na última sexta-feira, foram feitas 135 audiências de litígios familiares. Em um dia quatro juízes, 16 salas com dois conciliadores foram disponibilizados para as famílias.

PSOL quer cassar Rossoni

Mais uma do Cícero Cattani

O Diretório Estadual do PSOL protocolou ontem pedido de abertura de processo de cassação de mandato por quebra de decoro parlamentar contra o presidente da Assembleia Legislativa. O motivo foi o episódio ocorrido no último dia 4, quando Rossoni determinou que seguranças da Assembleia retirassem das galerias do plenário professores que protestavam contra projeto do governo que prorrogou até dezembro de 2015 o mandato dos atuais diretores de escolas estaduais, suspendendo eleição que estava marcada para este mês. (leia mais)