Candidatos reclamam a falta de compromisso de Gustavo Richa com o PSDB

Candidatos a vereador do PSDB, consultados pelo blog, dizem que a rejeição a Gustavo Richa é simples de entender: “Ele apenas usa o partido. Quando interessa a ele, o cara fica. Quando não interessa, sai. O Gustavo não tem qualquer compromisso com o PSDB de Londrina, e isso é difícil engolir”.

Na eleição passada, mesmo estando no PHS, Gustavo recebeu um apoio especial, mas muito especial do primo governador, Beto Richa. Enquanto os demais candidatos ralavam e dependiam de caraminguás para tocar a campanha, Gustavo foi agraciado com várias kombis que rodavam o dia todo pela cidade fazendo sua campanha.

Esse apoio logístico talvez ele não tenha mais. O primo governador não ficou nem um pouco satisfeito quando Gustavo acompanhou um grupo de professores naquele momento tenso em que se discutia a ParanáPrevidência.

Candidatos a vereador do PSDB peguntam: o que fazer com Gustavo Richa?

A executiva do PSDB ia se reunir agora de manhã para discutir a chapa de vereadores.

Um dos enguiços é o que fazer com o vereador Gustavo Richa.

Gustavo Richa era do PSDB. Na eleição passada, abandonou o tucanato para ingressar no PHS, onde acreditava que teria mais facilidade para se eleger. E foi o que aconteceu. Agora com o PHS sem força, ele deixou o partido e, via Curitiba, filiou-se ao PSDB novamente para buscar a reeleição.

O desconforto que causa Gustavo Richa no PSDB local é evidente. No sábado o partido fez uma reunião e emitiu a nota abaixo:Gustavo 1

O texto menciona os “dois” vereadores do partido – Amauri Cardoso e Roberto Kanashiro. Mas há menção a Gustavo Richa apesar de ele aparecer no site da Câmara de Londrina como vice-líder do

PSDB.gustavo2

Sobre o Londrina: Velha e engraçada

Augusto Mafuz

A questão do Londrina é simples: a notificação de uma decisão da Justiça Desportiva, em razão da natureza sumária do rito, dá-se na própria sessão de julgamento, sem nenhuma outra formalidade. É a hipótese da notificação presumida. Germano estava suspenso para a primeira rodada do Estadual. Jogando, o Tribunal de Justiça Desportiva paranaense teve causa para censurar o Londrina com a perda de seis pontos. Decisão irrepreensível, que recusou a envelhecida e engraçada tese de que a notificação teria que adotar a formalidade dos atos processuais comuns. (mais…)

Aliado de Barbosa Neto, prestigiado

O ex deputado estadual Neivo Beraldin (PDT), informa Fernando Tupan, que por muito tempo foi aliado do ex-prefeito de Londrina, Homero Barbosa Neto, ganhou um novo espaço no governo Dilma após ser exonerado pelo PT da Superintendência do Ministério do Trabalho no Paraná.

E com indicação de Osmar Dias.

 

Eleições 2016: Uns e outros

Ricardo Boechat
Ao contrário de outros anos, poucos parlamentares pensam em disputar as eleições em 2016. O desgaste dos políticos e o rigor nas regras para doações desestimularam antes fortes candidatos. Além disso, o TSE reduziu de 90 para 47 dias o período eleitoral, diminuindo a exposição pública. Desde 1982 acompanhando disputas, o cientista político Ricardo Guedes, do Sensus, prevê alta no número de votos brancos e nulos. Diz ainda que o PT será o maior derrotado. “O eleitor apresenta grau de rejeição acima de 50% em relação ao partido, a Lula e a Dilma. Nada faz crer que esse índice cairá. Vão se dar bem os candidatos de oposição mais conhecidos”.

PSDB fará pesquisa para decidir se lança candidato a prefeito em Londrina

O PSDB de Londrina reuniu militantes do partido para discutir o que fazer nas eleições de 2016. Uma das definições – foram poucas – é que o partido irá fazer uma pesquisa de opinião com alguns nomes do PSDB local para entender se há viabilidade para que o partido lance candidato a prefeito.

A ideia é que, se caso o atual prefeito não aceite ir para a reeleição, eles tenham um nome na manga para apresentar à população.IMG-20160220-WA0009

Os candidatos a vereador, pro exemplo, estão preocupados pois há uma forçada básica de barra para a aprovação da filiação de Gustavo Richa no partido. Gustavo assinou a ficha em Curitiba, sob as bênçãos do protetor de quase donzelas desamparadas, Ademar Traiano, que também atende como presidente da Assembleia Legislativa.IMG-20160220-WA0006

Gustavo Richa era do PSDB, mas deixou o partido para ingressar no PHS na ultima eleição. Agora deixou oPHS e quer voltar. Como não tem exatamente um clima de euforia no partido local pelo seu retorno, tentou um atalho e filiou-se através do diretório estadual, mas o diretório local terá que referendar o nome dele.

No caso dos vereadores, a questão não está fechada, mas a ideia inicial é de que o PSDB não faça coligação na eleição proporcional. O partido acredita que, sozinho, farrá 4 ou 5 cadeiras na Câmara.

Olha o Londrina por aí gente

O time da cidade está com cinco franquias de sua escolinha de base em cinco cidades paulistas (Poá, Descalvado,
Ibirarema, Itapeva e Taquarituba), três no Paraná ( Cambé, Mandaguari, Cambará) e seis unidades em Londrina (incluindo a oficial). Portanto há espaço para crescer o time londrinense em mais 395 cidades paranaenses.
Mãos à obra!
http://londrinaesporteclube.com.br/futebol/escolinha

Zavascki manda soltar senador Delcídio Amaral

O Ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, decidiu hoje soltar o senador petista Delcidio Amaral que estava preso desde o dia 25 de novembro. Ele ficará mantido em prisão domiciliar e continuará respondendo ao processo.

Delcídio estava preso depois que uma gravação do filho de Nestor Cerveró veio à tona dando a entender que o Senador organizava um plano de fuga para Cerveró, que está envolvido até o talo na corrupção dentro da Petrobras.

O senador poderá voltar ao Senado e exercer suas funções normalmente.

Segundo a defesa dele, Delcídio não assinou qualquer acordo de delação premiada.

HU corre risco de fechar leitos

No próximo dia 9, autoridades do governo e da sociedade civil irão se reunir na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), para discutir a situação do Hospital Universitário (HU). O local corre o risco de fechar leitos em abril porque não tem funcionários. A ideia do encontro veio do deputado estadual, Tercílio Turini (PPS), que irá convidar o prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff (PSD), o secretário municipal de saúde, Gilberto Martin, e os secretários  estaduais da Saúde, como Michele Caputo Neto, e de Ciência e Tecnologia, João Carlos Gomes. O déficit de funcionários hoje é de 300 pessoas.

Atenção, alerta Pardal: Vídeo- vigias e radares voltam a funcionar

Depois de um processo licitatório, a empresa Tecdet Tecnologia em Detecções, de Bragança Paulista  receberá R$ 71 mil mensais paras prestar serviços para monitorar eletronicamente radares e vídeo-vigias em Londrina. Os equipamentos estarão dispostos em 18 locais fixos da cidade, os aparelhos irão fiscalizar o avanço de sinal vermelho, parada em cima da faixa de pedestre  e excesso de velocidade.

Troca-Troca partidário: aberta a janela da traição

A partir de hoje até um mês, é o prazo para que os políticos troquem de partido político e, isso não fique caracterizado como infidelidade partidária.