Este blog também tem notícia boa: Cismepar ganha prêmio nacional

Sistema garantiu que paciente vítima de isquemia tivesse a perna preservada

O caso foi apresentado durante o Congresso Brasileiro de Cirurgia Vascular realizado na semana do dia 10 de outubro em Natal. O trabalho foi inscrito para o congresso e se classificou entre os quatro de maior relevância em todo o país, ganhando a oportunidade de ser apresentado no congresso nacional. O cirurgião vascular Ricardo Bernardo da Silva, da equipe que atende pelo Cismepar, explica que o diferencial do Sistema de Cirurgia Vascular construído pelo Consórcio está no atendimento multidisciplinar e integralizado.

“Desde o início o paciente tem uma equipe definida que acompanha o seu caso. Isto permite que ele tenha uma assistência personalizada capaz de fazer os diagnósticos e os encaminhamentos necessários com agilidade, o que amplia a possibilidade de evitar complicações e até amputações.” O médico explica que além de uma equipe capacitada e empenhada, o sistema adotado pelo Consórcio oferece também a estrutura física integralizada: encaminhamento secundário, terciário e ambulatorial.

O caso premiado é de um paciente que chegou ao Cismepar em estado crítico e que após 18 meses de atendimento e três cirurgias conseguiu salvar a perna (direita). A isquemia é uma doença bastante comum e resulta em cerca de 3 cirurgias semanais, só no Cismepar – outros centros médicos atendem pelo SUS ( Sistema Único de Saúde). O médico estima que em Londrina devem acontecer cerca de 10 cirurgias causadas por esta doença, por semana. Do total de casos de isquemia 5% resultam em óbito, 25% em amputação do membro afetado e 75% podem ser recuperados com o tratamento adequado.

O modelo adotado pelo Cismepar  vai ser apresentado em Londres no Congresso Mundial de Cirurgia Vascular, em abril de 2018.

Deixe uma resposta