Colaboradora “informal” da Lava Jato pode melar provas da Operação

do Diário do Poder

A contadora Meire Poza, condenada na Lava Jato por lavagem de dinheiro, protocolou na Justiça documentos que comprovariam que ela era uma espécie de informante da Polícia Federal sobre outros acusados e que tinha acesso a informações sigilosas da operação.
O fato de ser uma colaboradora informal, sem ter assinado acordo de delação, pode levar a questionamentos sobre a legalidade da sua atuação e das provas obtidas com sua ajuda, segundo advogados. (mais…)

, , , ,

André Vargas estaria pronto pra falar

Indo para o quinto mês de cana, os ex-deputados federais André Vargas (ex-PT) e Luiz Argôlo (ex-SD), comenta-se na Polícia Federal, estão prontos para “contribuir” com a limpeza do País.

Abandonados pelos antes mui amigos e companheiros, estão vendo que se não abrirem o bico amargarão muitos anos de cadeia.

Se realmente começaram a falar, o que se espera para os próximos dias, mais uma galera graúda vai cair, inclusive alguns paranaenses.

, , , , , ,