Novo presidente da Sercomtel toma posse

da Assessoria

Tomou posse na manhã desta segunda o novo presidente da Sercomtel, Cláudio Tedeschi. O empresário assume o comando do grupo Sercomtel com propostas elaboradas a partir do diálogo com os acionistas majoritários, prefeitura e Copel, além de representantes da Anatel, em um momento de grande desafio para o futuro da telefônica. (mais…)

, , , , ,

Vice-presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil diz que Plano Diretor avança sim

, , , , , , , , , ,

Conversa Política com Paulo Briguet. Da esquerda para a Direita com algumas escalas

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comércio e Indústria de Londrina fecham as portas por 30 minutos para protestar contra a corrupção

, , , , ,

Basta de Invasões

Por Moacir Norberto Sgarioni e Valter Luiz Orsi 
(Artigo publicado na Folha de Londrina)
 
Toda e qualquer invasão de propriedade é inaceitável – principalmente quando se trata de terras produtivas. O Paraná sofre invasões lideradas pelo MST e também de grupos indígenas que pleiteiam terras com documentação centenária. Só os indígenas já  conseguiram 1,106 milhaõ de km2, equivalentes a 13% do território nacional, recebem até Bolsa Família e não conseguem produzir o suficiente para o próprio sustento. Por que não exigir produtividade dos assentados como o governo exige dos verdadeiros produtores rurais?
 
Uma das últimas propriedades rurais invadidas pelo MST no Paraná foi a fazenda Figueira, localizada a 60 km de Londrina, entre os distritos de Paiquerê e Guairacá. A fazenda possui uma rica história. Ao morrer, em 2000, o engenheiro agrônomo Alexandre Von Pritzelwitz, mais conhecido como Alexandre Barão, pecuarista e sócio da Sociedade Rural do Paraná, deixou em testamento a propriedade com 3,7 mil hectares para a Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (Fealq), sob duas condições: 1) que a fazenda mantivesse seu foco principal em atividades pecuárias; 2) que no local fosse criado um centro de pesquisas com o nome de sua mãe, Hildegard Georgina Von Pritzelwitz. 

(mais…)

, , , , ,