CVM rejeita acordo proposto por diretores que perderam R$ 150 milhões de companhia do PR

No mesmo dia em que não aceitou um acordo proposto pelo Grupo Bitcoin Banco, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) rejeitou um termo de compromisso apresentado por ex-diretores financeiros da Copel (Companhia Paranaense de Energia Elétrica) para encerrar um Processo Administrativo Sancionador (PAS).

O PAS é um procedimento aberto pela autarquia para investigar possíveis irregularidades no mercado de valores mobiliários. (mais…)

MP denuncia ex-assessor de Cida Borgheti

do Angelo Rigon

Leopoldo Fiewski (foto), que foi assessor da ex-governadora Cida Borghetti (PP), está entre os 11 denunciados criminalmente ontem pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Paraná. Os denunciados pelo Gaeco foram investigados na Operação Taxa Alta, que apura irregularidades no credenciamento de empresas pelo Departamento de Trânsito do Paraná, durante a curta gestão de Cida Borghetti, mulher do deputado federal Ricardo Barros (PP). (mais…)

Pneu furado

A Infosolo (lembram dela, como citamos?) derrapou na pista e caiu na vala dos encrencados na Justiça. A 2ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba acaba de acolher decisão do Ministério Público do Paraná e suspendeu o contrato da empresa com o Detran do Paraná, para registro de financiamento de veículos. O Gaeco já cerca o grupo há anos, com operações policiais. (mais…)

Selmi amplia planta industrial em Rolândia

Rolândia comemora a ampliação da planta industrial da Selmi. Nos próximos dias a indústria alimentícia irá anunciar a construção de um moinho de trigo, que será a segunda etapa de investimentos num novo pólo com total de 22 mil metros quadrados.

O presidente da Sanepar em Londrina

O presidente da Sanepar Cláudio Stabile estará em Londrina hoje.

Seria para acalmar o povo ainda abalado com as denúncias gravíssimas feitas pelo Gaeco que prendeu por fraude  personagens da empresa?

A midia vai acompanhar a chegada do bambambam e até cobrar as obras que foram firmadas no governo Kireeff e ainda andam a passo de tartaruga lerda?

Leitora assídua manda algumas lembranças de Ricardo Barros

Lembranças de Ricardo Barros:
“Vamos parar de fingir que pagamos médicos e os médicos vão parar de fingir que trabalham”.
“Os homens trabalham mais e não acham tempo para a saúde preventiva”.
“É preciso rever o tamanho do Sistema Único de Saúde SUS”.
“Criação de plano de saúde popular, com menos cobertura, para aliviar o sistema público”.
“A maioria dos pacientes que procura atendimento na rede pública IMAGINA estar doente”.

Amanhã é dia de desincompatibilização

Termina amanhã o prazo para os agentes públicos se desincompatibilizarem de suas funções caso queiram concorrer nesta eleição.

Em Londrina alguns nomes estão certos: O vice-prefeito João Mendonça deve concorrer a vereador pelo PP; também devem concorrer os assessores de gabinete Matheus Thum e Átila Vaqueiro.

Outros personagens nas secretarias também devem deixar os cargos.

Novo líder de Bolsonaro, Ricardo Barros defende a distribuição de cargos para enfrentar a corporação dos servidores

do Contraponto
O novo líder do governo federal na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (Progressistas-PR), concedeu na manhã desta quinta-feira (13) longa entrevista à Rádio Eldorado, de São Paulo, durante a qual fez a defesa da distribuição de cargos no governo para fortalecer a articulação no Congresso Nacional e disse que é preciso “enfrentar a corporação dos servidores públicos” para aprovar a reforma administrativa.
(mais…)

Sem marca, por enquanto

do Zé Beto

Ao saber que tramita na Assembleia um projeto de lei que permite ao governador Ratinho Junior utilizar “marca” de gestão em bens públicos como veículos, imóveis, obras, etc., um sábio venenoso do Centro Cívico não perdoou: “Mas querem mudar a lei depois de terem infringido?”. O projeto foi retirado da pauta de votação ontem. A Oposição gritou ao lembrar que a Constituição Federal é clara ao exigir impessoalidade na administração pública. A conferir.

Casa própria em Cambé

Moradores de Cambé com renda familiar mensal a partir de R$ 1,4 mil têm uma nova oportunidade de conquistar uma casa própria com condições facilitadas. A Cohapar está com inscrições abertas para a participação no processo seletivo de 70 novos apartamentos que estão em construção na cidade.