Belinati diz que não recua sobre o IPTU

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, diz que não recua sobre o aumento do IPTU nem que a vaca tussa. Segundo ele, o contribuinte que considerar que houve erro no calculo do aumento do imposto pode procurar o setor administrativo da prefeitura para discutir com os técnicos ou então ingressar com ação na justiça.

Mais um vereador de Foz é alvo de operação da PF

do Estadão

A Polícia Federal, em Foz do Iguaçu, deflagrou nesta terça-feira, 16, a Operação Renitência, oitava fase da Pecúlio. A ação mira um esquema de desvio de recursos públicos. (mais…)

, , , ,

A caminho do brejo

por Cora Ronái

A sociedade dá de ombros, vencida pela inércia

Um país não vai para o brejo de um momento para o outro — como se viesse andando na estradinha, qual vaca, cruzasse uma cancela e, de repente, saísse do barro firme e embrenhasse pela lama. Um país vai para o brejo aos poucos, construindo a sua desgraça ponto por ponto, um tanto de corrupção aqui, um tanto de demagogia ali, safadeza e impunidade de mãos dadas. Há sinais constantes de perigo, há abundantes evidências de crime por toda a parte, mas a sociedade dá de ombros, vencida pela inércia e pela audácia dos canalhas.
(mais…)

Ninguém mais quer se chamar “Odebrecht”

Do Antagonista
A Folha informa que a Odebrecht Óleo e Gás passará a se chamar Ocyan. O objetivo, claro, é se distanciar dos escândalos de corrupção envolvendo a marca de sua controladora. (mais…)

Mas Londrina também tem boa notícia. TCS, a gigante indiana, poderá gerar até 4 mil empregos

Tata Consultancy Services (TCS), empresa líder em soluções de negócios, consultoria e serviços de TI, está expandindo suas operações no Brasil com a construção de um novo delivery center em Londrina, no Paraná, que será o maior da empresa no Brasil e em língua Portuguesa no mundo. A meta é que num futuro breve, a empresa esteja operando com cerca de 4 mil colaboradores em Londrina.

(mais…)

, ,

Grupo protesta em frente a prefeitura de Londrina

Um grupo de contribuintes postou-se em frente da entrada principal da prefeitura de Londrina hoje no início da tarde para protestar contra o aumento do IPTU.

Com megafone, cornetas, etc, exigiam a presença do prefeito Marcelo Belinati.

Belinati, que chegou perto das 15 horas na prefeitura, não desceu para falar com os manifestantes.

OAB entra na briga contra o aumento do IPTU. Veja a nota da OAB

A Subseção de Londrina da Ordem dos Advogados do Brasil vem a público reiterar o posicionamento contrário ao aumento do IPTU e da Taxa de Lixo aprovado pela Câmara de Vereadores de Londrina, baseada na proposição do executivo municipal, para viger a partir do presente ano de 2018. (mais…)

Começa a guerra jurídica do IPTU. Juiz nega primeira liminar

O juiz Emil Gonçalves, da Segunda Vara da Fazenda Pública de Londrina, negou o pedido de liminar feita por dois contribuintes de Londrina – impetrado por EVONE RUGIK GOMES, THEOPHILO Liminar” PARANAENSE COUTINHO
GOMES e DENISE RUGIK GOMES – que consideraram exagerado o aumento do IPTU.

Entre as alegações a principal é que a prefeitura não fez as publicações necessárias no diário oficial do município e não diz com clareza como é feito o cálculo para reajustar a planta de valores.

Veja abaixo a decisão: (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vereadores de Londrina sumidos

Os vereadores de Londrina, até recentemente cheios de vontade de conversar com o eleitor, desapareceram. Não conseguem sair de casa sem que a cobrança sobre o aumento abusivo do IPTU que eles aprovaram seja questionada, muitas vezes, de forma nada amistosa.

E os que se dispõem a falar com a imprensa, escorregam olimpicamente nas explicações.

O fato é que eles admitem que não tinham a mínima ideia do tamanho do impacto dos aumentos.

É o caso do vereador Amauri Cardoso (PSDB), disse ele em entrevista a TV Tarobá que não sabia os detalhes do projeto de lei.

Pois é. Se vereador não tinha detalhes é pracabar. Logo eles que são pagos, e muito bem pagos, para fiscalizar as ações do prefeito.

Pior, os que tinham, se é que tinham, assinaram embaixo.

Lava Jato Chegou em Ideli

Ricardo Boechart

Mais cinco políticos foram incluídos em novos inquéritos da Lava Jato. Até aqui longe da operação, Ideli Salvatti (hoje na OEA) é um dos alvos das investigações da Polícia Federal do Paraná, no rastro da delação de Sérgio Machado. Nessa etapa estão sendo esquadrinhados Cândido Vacarezza (ex-PT e hoje no partido Avante), Edson Santos (PT-RJ), Henrique Alves (PMDB-RN) e Jorge Bittar (ex-deputado PT-RJ). O ex-presidente da Transpetro confessou crimes, não provou parte das denúncias e segue em prisão domiciliar.

 
https://istoe.com.br/daqui-a-pouco/

Acabou-se o pouco de vergonha que ainda existia

Da coluna do Carlos Brickman

As orações dos bons cidadãos foram atendidas: o Brasil promove amplo combate à pobreza (os pobres estão perdendo por 7×1), o Governo tirou milhões da miséria (milhões devidamente embolsados por cidadãos que já estiveram acima de qualquer suspeita), e acabou-se de uma vez a pouca vergonha em Brasília, pois a pouca vergonha que existia já não existe mais. (mais…)

Fase brava para os ex-prefeitos de Maringá

do Angelo Rigon

A fase está braba para ex-prefeitos e ex-secretários de Maringá. O juiz substituto da 1ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, dr. Loril Leocádio Bueno Júnior, determinou o bloqueio de bens de R$ 1,3 milhão do ex-prefeito Silvio Barros II. Já o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, dr. Marcel Ferreira dos Santos, determinou bloqueio de bens do ex-prefeito Carlos Roberto Pupin, dos ex secretários Valter Viana, Jose Luiz Bovo, Luiz Carlos Manzato e também de Cláudio Batistela.

Multidão protesta contra o aumento do IPTU em Londrina

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Página 1 de 52712345...102030...Última »