Faz de conta

do Zé Beto

Ao que parece o ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas deu um balão nos deputados federais paranaenses. Vários deles saíram de uma reunião hoje com o homem anunciando o fim da taxa de outorga no leilão de rodovias. Falso. A taxa continua. A diferença é que 100% do valor ficará no Paraná em caso de empate entre as concessionárias que disputam o pedágio. Para quem conhece a coisa, provavelmente esta taxa já estará embutida nos preços que elas apresentarão na disputa.

Prefeito de Carlópolis multado em Camboriu dirigindo carro oficial

Informa a sempre atenta Tribuna do Vale que o Prefeito de Carlópolis, Norte Pioneiro do estado Hiroshi Kubo (PSD), foi flagrado com o veículo oficial do município, um Jeep-Compass, na cidade turística e praiana de Balneário Camboriú – SC, no dia 16 de janeiro deste ano, um sábado, ocasião em que recebeu uma multa por excesso de velocidade, superior à máxima permitida em até 20%, na Avenida do Estado, à altura da Casa Hall Shopping, centro da cidade, infringindo, assim, o disposto no art. 218, inciso I, do Código de Trânsito Brasileiro.

O que causa estranheza é que Hiroshi Kubo não tinha agenda oficial no turístico município de Santa Catarina bem como que a multa foi aplicada em pleno sábado, ou seja, final de semana, quando as repartições públicas não funcionam.(leia mais)

Licitação das Rodovias será sem outorga, diz Ministro da Infraestrutura

do Bem Paraná

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas,  anunciu nesta manhã de quarta-feira, 24 de fevereiro, que as rodovias do Paraná terão 100% dos recursos do leilão aplicados no estado. A definição foi feita junto com parlamentares da bancada federal do Paraná, por uma mudança no projeto de concessão de mais de 3 mil quilômetros de rodovias: 100% dos recursos ofertados durante o leilão serão aplicados no próprio estado. Ou seja, qualquer valor usado para desempate será utilizado integralmente na própria rodovia em benefício ao usuário.

E a nova iluminação do Estádio do Café? Sei lá, entende…

do VEC

Quem aguardava para daqui a pouco a reforma da iluminação do Estádio do Café, em Londrina, vai ter que ter ainda muita paciência. Não vai rolar tão cedo. (leia mais)

Deltan Delagnol é alvo de reclamação disciplinar

do Contraponto

O conselheiro Luiz Fernando Bandeira de Mello, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), determinou nessa terça-feira (23) a abertura de uma reclamação disciplinar na Corregedoria do CNMP contra o procurador Deltan Dallagnol, que foi o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná. (mais…)

Em Londrina presidente do MDB vai se licenciar

Com as mudanças ocorridas no diretório estadual do MDB, deverá ocorrer reflexos também nos comandos das principais cidades do Paraná.

Segundo o presidente do MDB de Londrina, o ex-candidato a prefeito Aguila Misuta,  o diretório local foi eleito em Convenção e a Comissão Executiva tem mandato de dois anos e portanto não pode ser destituída senão por decisão judicial. (mais…)

MDB sob novo comando no Paraná

O MDB do Paraná sob novo comando e já pensando nas eleições de 2022.
Conforme conta o blog Contraponto, do Celso Nascimento, o presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi (SP), que acaba de ser reconduzido ao cargo,  interveio no diretório estadual do MDB no Paraná. A direção estadual, então presidida pelo deputado estadual Anibelli Neto, foi substituída por uma comissão provisória formada pelas bancadas estadual e federal do partido.

A primeira missão será eleger um novo diretório estadual. O MDB planeja lançar o ex-senador Roberto Requião ao governo do Paraná e, com isso, atrair candidatos à Câmara dos Deputados, ao Senado Federal e à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Pronto Socorro do HU fecha devido a superlotação

Hospital Universitário de Londrina em momentos de tensão. Pede para que pacientes. O hospital fechou o pronto socorro por 12 horas devido a superlotação.

Veja o comunicado:

 

 

Paulo Guedes: de Posto Ipiranga de Bolsonaro a postinho de beira de estrada

de O Gazeteiro

Não tem quem não comente o silêncio do ministro Guedes sobre a demissão sumária do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. A estatal perdeu dinheiro, muito dinheiro. E sua excelência, o presidente Bolsonaro, continua fustigando a equipe de Paulo Guedes. (leia mais)