Sercomtel pode trocar de comando em janeiro

A Prefeitura de Londrina e a Copel firmaram compromisso com a Anatel, para substituição de toda a diretoria da Sercomtel por profissionais com larga experiência na direção de outras operadoras de telecomunicações.

A questão ganhou velocidade após o “bonde” da “Sercomtour”. (mais…)

Hauly, fora da Câmara em 2019, quer acelerar Reforma Tributária

do Fabio Campana

As urnas não corresponderam às expectativas de Luiz Carlos Hauly, que tentava a reeleição como deputado federal. Ainda assim, o parlamentar está disposto a convencer os colegas a votar a reforma tributária, sua principal causa durante o mandato. (mais…)

Planos para Salvar a Sercomtel são apresentados pelo prefeito Marcelo Belinati

Hans Muller e Belinati – Foto Divulgação

E o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, convocou a midia pra explicar o que está sendo proposto para manter a telefônica Sercomtel com as portas abertas, pelo menos por enquanto. (mais…)

, , , , ,

25 anos? É segredo por demais da conta sô!!!

O que será que é discutido nas reuniões da diretoria da Sercomtel que as atas precisam ser mantidas em segredo por 25 anos?

Sercomtel se recusa a passar a Ata da reunião que decidiu sobre o bonde que ia na Futurecom

E chegou a resposta da telefônica Sercomtel, que é uma empresa pública tendo como sócios majoritários a prefeitura de Londrina e a Copel.

O questionamento deve-se ao fato de que este blog publicou nota dizendo que 15 funcionários da Sercomtel iriam participar do Futurecom, evento de tecnologia, em São Paulo. Num momento de crise da empresa, que luta pra sair da draga que se meteu, há muita gente na empresa que age como se o céu fosse de brigadeiro. Pois bem, os funcionários iriam mesmo para a Futurecom. Só não foram porque o prefeito Marcelo Belinati, ao ficar sabendo do bonde da Sercomtel, vetou. E permitiu que apenas um viajasse com custas pela empresa.

A Sercomtel enviou uma nota oficial dizendo que não era nada disso, que o blog errou, etc, e que só apenas um irá ao evento.

Para dirimir dúvidas, o blog solicitou oficialmente a Ata da reunião em que foi decidido a ida dos funcionários.

Como é de se esperar, eles não passam a informação:

Veja a resposta:

Bom dia Sr. Claudio,

Informamos que as Atas de reunião de diretoria são classificadas com grau de sigilo 1 com prazo de 25 anos para disponibilização.

Edson Assami – CRC – Relacionamento com os clientes.

 

Sercomtel, o Plano de Recuperação

E hoje as 15 horas o prefeito Marcelo Belinati e os sócios majoritários da Sercomtel apresentarão o Plano de Negócios – para tentar salvar a empresa – que foi levado à Agência Nacional de Telecomunicações.

Que ninguém espere milagres. Uma das possibilidades a serem apresentadas é a Copel colocar uma grana – perto de 60 milhões – e passar a oferecer fibra ótica para toda a cidade. Neste caso a Sercomtel seria apenas a vendedora do serviço ficando com parte da receita.

Blog requer ata da reunião da diretoria que decidiu sobre o Futurecom

E como o blog, para dirimir qualquer dúvida sobre quem iria para a Futurecom 2018, solicitou a Sercomtel, via sua fanpage da empresa no facebook a cópia da ata da reunião da diretoria (REDIR) da Sercomtel que discutiu o tema.

Foi esta a solicitação enviada:

Considerando que o blog Paçoca Com Cebola tem compromisso com a verdade;
Considerando o dever de apurar e informar;
Considerando a Lei de Acesso à Informação;

Requer:

Cópia da ata de Reunião de Diretoria (REDIR) da Sercomtel S.A. – Telecomunicações, que deliberou sobre a ida dos diretores à Futurecom 2018.

Estimativa dos valores à título de multa pelos cancelamentos das passagens aéreas e diárias de hotel.

Nota de Esclarecimento da Sercomtel

Nota de esclarecimento
A assessoria de Imprensa da Sercomtel esclarece que, ao contrário do que foi noticiado ontem pelo blog “Paçoca com Cebola” sobre a ida de diretores ao evento Futurecom, somente um empregado participará do evento de 15 a 18 de outubro.

Trata-se de um funcionário de carreira da empresa que atua na área de Planejamento de Comunicação e Marketing da operadora.
É de conhecimento de toda sociedade as dificuldades financeiras que a Sercomtel Telecomunicações tem enfrentado nos últimos anos. É por este motivo que, desde o início de 2017, a diretoria da Sercomtel adotou medidas para redução de todo tipo despesas, revisão de contratos, cortes de funções gratificadas e  reparcelamento de dívidas.

Apesar do entendimento da diretoria da Sercomtel sobre a importância de um evento como o Futurecom para a área de telecomunicações, o compromisso primordial das lideranças da operadora é com a manutençāo de ações que contribuam para a economia da empresa.

Sercomtour, uma visita a Futurecom

Deu no jornal curitibano Impacto Paraná:

Enquanto o prefeito Marcelo Belinati diz liderar tentativas para encontrar uma solução para a grave situação financeira da Sercomtel.

Seus parceiros internos parecem não estar nem aí para a “paçoca” – não para o blog, claro  – e estão vivendo como se não houvesse amanhã na empresa. (mais…)

Deputado Valdir Rossoni pede a inelegibilidade de Emerson Petriv

Não demorou.

O primeiro suplente da coligação que apoiou Cida Borghetti, o deputado Valdir Rossoni, ingressou na Justiça Eleitoral com pedido para negar a diplomação do deputado eleito Emerson Petriv.

Pra relembrar. Petriv teve o mandato de vereador cassado pela Câmara de Londrina acusado de falta de decoro parlamentar. A condenação previa oito anos de perda de direitos políticos.

Para conseguir registrar a candidatura, Petriv conseguiu uma liminar no TJ que posteriormente foi derrubada.

Agora a briga será com Valdir Rossoni que contratou um dos principais escritórios de advocacia eleitoral do Paraná, o Cid Campêlo.

Uma Câmara Federal mais militar e mais feminina

do Contraponto

Com um índice de renovação de 52%, o maior em 20 anos, a nova Câmara dos Deputados será mais jovem, com ampliação da representação de mulheres e negros. A participação de militares também cresceu, mas políticos, empresários e advogados ainda estão no topo do ranking de profissões, segundo levantamento do jornal O Estado de São Paulo. (mais…)

Apoio de políticos transfere votos para seus apoiados? Nem sempre

Aliás, transferir votos não anda sendo o forte de prefeito e ex-prefeitos de Londrina.

Marcelo Belinati não conseguiu transferir nada a Ricardo Barros, a não ser a rejeição que o assombra dia e noite. (mais…)

Barros, quase nada em Londrina

Lembra o sempre atento Angelo Rigon, blogueiro de Maringá, que em 2016 Ricardo Barros (PP) praticamente bancou a campanha de prefeito de Marcelo Belinati  em Londrina, até o fotógrafo da foto oficial era de Maringá, relembra Rigon.

Mas, ao fechar as urnas no domingo, toda a equipe liberada por Marcelo Belinati para apoiar a candidatura de Barros conseguiu minguados 349 votos.