Justiça condena Antonio Belinati e o sobrinho Dante Guazzi no caso Ama/Comurb

O juiz Emil T. Gonçalves da 2ª Vara da Fazenda Pública condenou hoje o ex-prefeito Antonio Cassemiro Belinati, o sobrinho dele Dante Belinati Guazzi e outros personagens acusados de envolvimento em fraude em licitação no período em que Antonio Belinati era prefeito. As fraudes ocorreram em 1998. O caso ficou conhecido como Ama/Comurb – porque envolvia a Secretaria do Meio Ambiente e a Companhia de Urbanização, hoje CMTU. (mais…)

, ,

MP quer a devolução de R$ 3,4 milhões “desaparecidos” no governo de Antonio Belinati

do blog Bicho Pau/Lino Ramos

A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público vai tentar reaver R$ 3,4 milhões desviados da Prefeitura de Londrina, por meio de licitações fraudulentas fabricadas na antiga Comurb, atual CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização). O Tribunal de Justiça publicou o acórdão da decisão da 4ª Câmara Cível do TJ, proferida em 14 fevereiro de 2017, condenando o ex-prefeito Antônio Belinati e outros réus por fraudes em licitações. (mais…)

, , , , , , ,

Belinati diz que Leônidas faz “desserviço para a cidade”

Não é de agora que o ex-deputado Moysés Leônidas e o prefeito Marcelo Belinati andam se estranhando.

Leônidas sempre esteve no grupo do ex-prefeito Antonio Belinati, tiozão de Marcelo Belinati – foi inclusive seu secretário na prefeitura. Mas, desde o começo da administração Marcelo Belinati, Leônidas tem feito críticas pesadas à conduta administrativa dele.

E no fim de semana, a coisa desandou de vez.

Veja o que os dois escreveram no facebook: (mais…)

, , , ,

Bate boca entre prefeito Marcelo Belinati e o ex-deputado Moysés Leônidas

E no fim de semana um tremendo bate-boca entre o ex-deputado estadual Moysés Leônidas, que também foi secretário na administração de Antonio Belinati, e o atual prefeito de Londrina, Marcelo Belinati.

E tudo por conta de um post do ex-deputado. No post de Leônidas, no seu perfil do facebbok, ele diz: Sercomtel. Na crise nomearam mais dois diretores, 23 mil cada.

E começou a confusão. O prefeito Marcelo Belinati diz que a informação de Leônidas é mentirosa. Leônidas, em determinado momento, diz que leu neste blog.

Não é verdade.

O blog, em momento algum, disse que a Sercomtel contratrou MAIS dois diretores. E nem falou qualquer valor de salário. O que o blog disse, e está registrado, é que o funcionário de carreira Luiz Shiroma vai assumir a diretoria financeira, no lugar de Claudemir Molina, que deixou a empresa. Já na diretoria da Sercomtel Participações o cotado para entrar é Agnaldo Aversani. (confira o post aqui)

Deu pra entender ou o blog vai ter que desenhar?

 

, , , ,

Histórias do Naym: A cesta de Verduras

1988, campanha eleitoral para prefeito de Londrina, Antonio Belinati iniciava reuniões em residências. Uma das primeiras foi na casa da dona Rosa, na Zona Norte, onde encontrou um bom numero de pessoas, discursou, apresentou propostas, cumprimentou a todos e na saída viu no quintal uma horta bem cuidada e comentou:

_ Dona Rosa, minha esposa Emilia adora verduras sem agrotóxico”.

-“Espera um pouco”, respondeu a anfitriã.

Em seguida a gentil senhora veio com uma enorme cesta com alface, cebolinha, couve, tomate e salsinha, dizendo:

  • Entrega para a Emilia em meu nome, por favor!” .

Agradeceu e seguiu para outra reunião na casa da dona Lourdes em outro extremo da cidade. Em lá chegando, carregando a cesta de verduras que ganhara; dona Lourdes viu e exclamou:

    • Que coisa mais linda.

Sensibilizado,  Belinati entregou a cesta dizendo que era para ela.

Nesta a dona Emilia, dançou!

*

, , ,

Um Ratinho com os pés frios

Tem prefeito no Paraná que anda querendo distância do abraço do deputado Ratinho Júnior. Nada contra o cara que é candidato ao governo do Estado. Apenas prevenção e preservação do cargo.

Na foto abaixo, Ratinho Jr abraça três prefeitos que tiveram seus mandatos cassados – Reni Pereira (Foz do Iguaçu), Antonio Belinati e Barbosa Neto, ambos de Londrina.

Pelo sim, pelo não, vai que né!

arquivo google
, , , , , ,

Foto histórica. O momento da primeira venda da Sercomtel

Alguns dos personagens que deveriam ser convidados para a “Convocação Geral da Sercomtel”, para salvar a empresa.

Na foto, a reunião em que definiu a venda de 45% das ações da Sercomtel para a Copel, com a participação do governador Jaime Lerner, o então prefeito Antonio Belinati, o presidente da Sercomtel Rubens Pavan e o vice-prefeio e presidente da Codel, Alex Canziani.

Boa parte do dinheiro da venda da empresa foi desviado para campanhas eleitorais e rechear bolsos vazios, como ficou comprovado na Justiça.

 

, , , , , ,

Copel também tem culpa no imbróglio da Sercomtel

A sócia Copel também é culpada pela crise na Sercomtel. Para quem não se lembra, em 1998 45% das ações da Sercomtel foram vendidas para a Copel – no valor de R$ 186 milhões (hoje quase 1 bilhão) – numa articulação entre o ex-prefeito Antônio Belinati e o então governador Jaime Lerner, cuja vice era Emilia Belinati, na época esposa de Antônio Belinati.

Pouco tempo depois o Ministério Público denunciou que parte do dinheiro da venda das ações da empresa foi usado em campanhas eleitorais e, em especial, na reeleição de Lerner ao governo. (mais…)

, , , , , , , , ,