Coronel Malucelli trabalhando para Francischini?

Malucelli e Cida Borghetti – foto divulgação

E o sempre atento aos movimentos na Assembleia Legislativa do Paraná, o jornalista Fernando Tupan informa que o Coronel Malucelli (PMN), que foi candidato a vice de Cida Borghetti (PP), tomou gosto pela política e quer influir na escolha do presidente da ALEP, apesar da experiência mal-sucedida na campanha estadual. Foi derrotado, no primeiro turno,  por Ratinho Jrunior (PSD).

Malucelli está organizando um jantar com deputados estaduais eleitos, na próxima segunda-feira, para articular apoio à candidatura do deputado estadual eleito, Fernando Francischini (PSL), à presidência da Assembleia Legislativa. Malucelli é entusiasta da campanha de Francischini.

, , ,

Sem acordo, negociação salarial dos funcionários da Sercomtel será decidida pela Justiça

do blog do Ronan Botelho

Não houve acordo na audiência de dissídio coletivo que ocorreu nesta quinta-feira (09/11) envolvendo os trabalhadores de telecomunicações, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Paraná (SINTTEL/PR), e a empresa Sercomtel S/A. Com isto, o processo deve seguir sua tramitação regular, devendo ir a julgamento pela Seção Especializada do TRT-PR, competente para julgar as causas coletivas.  (mais…)

, , , ,

Richa ganha parte da briga com Professores sobre episódio de 29 de abril

Informa a laboriosa equipe de comunicação do governador Beto Richa que o Ministério Público Federal arquivou representação contra ele pelo conflito ocorrido no dia 29 de abril de 2015, no Centro Cívico, em Curitiba. O pedido de arquivamento foi comunicado por meio de ofício do vice-procurador-geral da República, José Bonifácio de Andrada. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , ,

Hussein, o homem escalado para moer Requião

E o deputado estadual Hussein Bakri (PSC) é o cara escalado para moer o Senador Roberto Requião de Mello e Silva. Desde o início do ano ele já entrou em várias divididas com o Senador, em defesa do governo Richa. Na segunda-feira ele questionou sobre as denúncias referentes a fraudes em licitação de oficinas no período de de 2004 a 2010, época dos dois governos de Roberto Requião (PMDB). Segundo denúncia do Ministério Público, essas fraudes teriam levado uma ofic

foto do Bem Paraná

ina a vencer sete concorrências seguidas para manutenção de veículos oficiais, mesmo sem poder oferecer o serviço. Entre outras irregularidades, está ainda a falta de publicidade correta dos atos de licitação.
O MP calcula o prejuízo na época em R$ 16,2 milhões. Corrigido, o valor chega a mais de R$ 20 milhões perdidos pelos cofres públicos . “Foi um caso muito grave, vinte vezes mais grave que o atual! Qual foi o resultado dessas denúncias?”, questionou Bakri. “Deu CPI, deu prisões?”.
Entre os investigados está a ex-secretária da Administração, Maria Marta Lunardon. De acordo com a investigação, há 27 envolvidos, entre eles o próprio governo do estado, um delegado, cinco policiais militares, funcionários do Departamento do Transporte Oficial (Deto). Na época, ninguém foi preso.

, , ,