Belinati se recusa a falar na Paiquerê AM quanto aumentou seu próprio IPTU

Lino Ramos
Bicho-Pau

Depois de negar a criação de um simulador para mostrar as projeções sobre os reajustes no IPTU da população de Londrina, agora o prefeito Marcelo Belinati (PP) não quer dizer quanto vai pagar (ou pagou) de Imposto Predial e Territorial Urbano.

No último sábado, Belinati participou no último sábado do Paiquerê Rádio Opinião para justificar os aumentos do imposto, que variam entre 100% e 500%.

O programa foi gravado, já que o prefeito alegou que teria uma agenda com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, marcada para o mesmo horário.

Belinati repetiu as alegações já conhecidas, de que a cidade não tem dinheiro para investimentos e que a única alternativa para o Município era aumentar o imposto.

Ao ser questionado por este repórter, escorregou feito bagre ensaboado e não respondeu a pergunta, sobre quanto pagou (ou vai pagar) de IPTU.

Se recusou a responder.

A reportagem da Paiquerê recebeu a informação de que o condomínio onde mora Marcelo Belinati (perto do Shopping Catuaí) teve um IPTU de R$ 56 mil sobre o terreno total.

Como no local haveria 55 imóveis, o imposto a ser pago pelo prefeito seria de aproximadamente R$ 1.000,00 (mil reais). Como Marcelo esconde a informação, a gente fica sem saber!

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vereadores afastados terão dez dias para defesa prévia antes da Comissão Processante

A Mesa Diretora da Câmara de Londrina recebeu o parecer da procuradoria jurídica da Casa sobre o pedido de abertura de uma Comissão Processante contra os vereadores Rony Alves e Mário Takahashi. Ambos estão afastados da Câmara por decisão da Justiça. Segundo o parecer há elementos que justificam a abertura da CP.

Agora será aberto um prazo de dez dias para que Alves e Takahashi enviem suas defesas prévias. Depois disso o pedido será reavaliado pela Mesa e, possivelmente, votado em Plenário.

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Políticos de Londrina – e do mundo – confiam na falta de memória do eleitor

E aí o presidente da Câmara de Londrina, Mário Takahashi (PV), em entrevista ao jornal da TV Tarobá diz que a culpa do aumento abusivo do IPTU é dos ex-prefeitos que não reajustaram a planta genérica de valores em 16 anos.

Mário Takahashi conta com a pouca memória do eleitor. Mas não de todos. A jornalista Telma Elorza, que tem uma baita memória relembra que “o nobre edil esquece que foi a Câmara de Vereadores que barrou todas as tentativas de reajuste da planta. Na gestão Barbosa, o atual prefeito (Marcelo Belinati) foi um dos mais contundentes contra a revisão e todos os vereadores se posicionaram do mesmo modo. Eu sei, eu cobri essa sessão da Câmara. O mesmo ocorreu com o Kireeff que não deu nenhum carguinho pros vereadores”, disse ela.

Por exemplo. Veja o que disse o vereador Jamil Janene na campanha eleitoral.

Quando foi vereador, o atual prefeito Marcelo Belinati tinha a solução para o aumento da arrecadação e abominava o aumento do IPTU;

Veja:

, , , , , , , , , , , , , ,