À procura de um partido. André Trindade deixa o Cidadania

André Trindade dá adeus ao CIDADANIA, antigo PPS

O advogado e professor André Trindade deixou o Cidadania de pois de longos anos filiado ao partido.

Ele é pré-candidato à prefeitura – disputou as últimas eleições e ficou em terceiro lugar, atrás do eleito Marcelo Belinati e do empresário Valter Orsi. (mais…)

, , ,

Fruet e Luciano Ducci discutem campanha pra prefeito de Curitiba

Luciano Ducci e Gustavo Fruet (Foto: Cesar Brustolin/SMCS)

do Fernando Tupan

Os deputados federais e pré-candidatos à Prefeitura de Curitiba se encontraram na semana passada, para discutir a sucessão de Rafael Greca (DEM), na eleição de quatro de outubro, e para sondarem os planos do PDT e do PSB sobre coligações. (mais…)

, , ,

Partido NOVO não quer colocar o bloco na rua

O Papo Reto de hoje discute a decisão do Partido Novo de não participar das eleições em inúmeras cidades brasileiras. No Paraná, quinto mais rico estado da nação, apenas Curitiba e Maringá terão candidatos, e no caso desta última, a decisão foi pela regra da exceção, ou seja, quebraram um galho da cidade.

O que você pensa sobre isso?

, , ,

MDB confirma pré candidatura de Aguila Misuta

O MDB de Londrina filiou hoje o delegado Águila Misuta, e lançou-o pré candidato a prefeito da cidade.

 

, , , , , ,

Tiago Amaral, quer mesmo e se for possível, será candidato a prefeito de Londrina

Tiago Amaral – Foto Pedro Oliveira Alep

Assumiu.

O deputado estadual Tiago Amaral (PSB) assumiu hoje em entrevista à jornalista Raquel Rodrigues, da CBN Londrina que um grupo do qual participar irá mesmo lançar um candidato a prefeito da cidade.

E ele está pronto – traduzindo: quer bagarai – se for o escolhido do grupo para a candidatura.

Segundo ele Londrina não pode perder o protagonismo e, para isso, precisa liderar politicamente a região e o interior do Paraná. “A Londrina de hoje realmente não é a que eu penso para o futuro”, disse Amaral.

Ouça parte da entrevista:

, , ,

Kireeff, incluam fora dessa: Ele não quer de jeito algum

No fim de semana o ex-prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, postou no seu perfil na rede social facebook que não deseja e não irá ser candidato nas eleições para prefeito.

Aliás, pediu, inclusive, para que as empresas de pesquisa retirem seu nome das sondagens que fazem pré-eleição.

Kireeff explica que muitos amigos e eleitores da cidade volta e meia o questionam se irá disputar a eleição e pedem para que participe. Ele disse que fica feliz com o carinho e tal mas, não há a menor possibilidade de que isso aconteça.

“Para evitar qualquer expectativa que não se confirme, quero deixar registrada a minha posição definitiva quanto às próximas eleições. Todos sabem o quanto sinto orgulho por ter exercido o cargo de prefeito de nossa cidade e sempre que posso procuro demonstrar minha gratidão à população por ter me propiciado esse privilégio . Entretanto, em que pese toda essa minha gratidão, preciso deixar claro que não existe qualquer possibilidade de disputar novamente o cargo de prefeito de Londrina. Acredito que já tenha dado minha contribuição à nossa cidade e todo mundo sabe que repudio a política profissional, assim como a reeleição, que em minha opinião deveria ser proibida por lei”, escreveu ele.

, ,

E os partidários do NOVO começam a ficar com a pulga atrás da orelha

O Partido NOVO corre o risco de ficar sem candidato a prefeito e a vereadores em Londrina e várias outras cidades. Ocorre que o processo de seleção é rigoroso. Em Londrina, por exemplo, 5 pré-candidatos a prefeito se apresentaram e nenhum deles se classificou para a fase seguinte. (mais…)

, ,

Avante terá mulher como candidata a prefeita de Londrina

Reunidos no fim de semana em Londrina, integrantes do Avante – ex-PTdoB – decidiu lançar chapa completa para as eleições de 2020. O evento teve a presença da presidente do Avante do Paraná, Marisa Lobo.

Em Londrina o partido é comandado por Aldecir Coelho, o secretário é o Coronel Jorge.

O grupo está incentivando a participação feminina para concorrer às vagas para a Câmara de Vereadores e, inclusive, uma mulher deverá disputar a a prefeitura.

A presidente do Avante Mulher/Londrina é Fernanda Alves.

, , ,

PSD começa a montar chapa de candidatos a vereador

Sabadão o PSD de Londrina fez uma reunião na Câmara de Vereadores para aquecer as conversas sobre as eleições municipais.

A chapa de candidatos a vereador começa a ser montada. O partido tem recebido consultas de integrantes de outras siglas que querem assinar com o PSD. (mais…)

, , , ,

Amauri Cardoso é pré-candidato a prefeito de Londrina pelo PSDB

Foto CML-Devanir Parra

O PSDB de Londrina está se mexendo e vai lançar candidato a prefeito nas próximas eleições. O nome mais forte é o do vereador Amauri Cardoso. (mais…)

, , ,

João Arruda: MDB já vai trabalhar para 2020

O quase ex-deputado federal João Arruda, MDB, que disputou o governo do Paraná, é o novo presidente do Partido no Estado. A eleição, chapa única, aconteceu no sábado.

Segundo a assessoria do MDB,  o novo diretório reúne novas lideranças e líderes históricos do partido, como o senador Roberto Requião e todos os demais ex-presidentes:  Nivaldo Kruger, Milton Buabssi, Dobrandino da Silva, Renato Adur e Waldyr Pugliesi. A chapa de consenso conta com os deputados federais Hermes Parcianello e Sergio Souza, os deputados estaduais Anibelli Neto, Nereu Moura e Requião Filho, prefeitos, ex-prefeitos e vereadores de todo o Estado. (mais…)

, , , , ,

Senado aprova voto distrital misto para 2020

Eleições no Brasil é sempre uma coisa de doido. A cada pleito, tudo precisa ser reestudado porque invariavelmente haverá mudança de regra.

Para 2020, mais uma. O Plenário do Senado aprovou ontem dois projetos de lei que instituem o voto distrital misto nas eleições proporcionais. As regras valem para a escolha de vereadores e deputados estaduais, distritais e federais.

PLS 86/2017, do senador José Serra (PSDB-S), e o PLS 345/2017, do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), tramitavam em conjunto. Os projetos foram relatados em Plenário pelo senador Valdir Raupp (PMDB-RO) e agora seguem para a Câmara dos Deputados.

O sistema distrital misto combina o voto proporcional com o distrital. De acordo com a proposta, o eleitor vai fazer duas escolhas na urna: o candidato de seu respectivo distrito e o partido de sua preferência. (mais…)

, , , , , , ,